Bovespa termina em alta de 0,6%

Ao final da sessão, o índice Ibovespa - principal indicador da bolsa brasileira - apontou elevação de 0,63%, aos 38.132 ponto

Depois de registrar perdas de quase 3% durante o dia, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) teve uma arrancada nas últimas horas do pregão e terminou as negociações desta sexta-feira (23) em alta.

Ao final da sessão, o índice Ibovespa - principal indicador da bolsa brasileira - apontou elevação de 0,63%, aos 38.132 pontos. No entanto, mesmo com os resultados do dia, a bolsa teve perdas de 3,0% no acumulado da semana.

Entre os papéis, destaque para a Vale ON, que subiu 3,4%, no dia em que a mineradora anunciou proposta de pagar remuneração de pelo menos US$ 2,5 bilhões a seus acionistas em 2009.

Outro destaque da sessão foi TIM Participações, com uma disparada de quase 30%, depois que a CVM mandou a Telco, holding controladora, realizar uma oferta pública pelas ações que estão no mercado.

<b>Recuperação nos EUA</b>

A alta da Bovespa também acompanhou o mercado americano, onde os índices reduzem suas perdas após registrarem baixas acentuadas durante o dia. Em Wall Street, por volta das 18h de Brasília, enquanto o índice Dow Jones tem queda de 0,60%, aos 8.073 pontos, os demais indicadores registram alta: 0,44% para o Standard & Poor´s 500 e 1,14% para o Nasdaq.

Ao longo do pregão, o foco dos investidores esteve sobre os resultados corporativos. A General Electric, que registrou queda de 44% no lucro do quarto trimestre e prevê um 2009 "extremamente difícil". A Xerox também divulgou balanço, que aponta lucro de US$ 1 milhão no quarto trimestre contra US$ 382 milhões em igual período do ano passado.

<b>Panorama global </b>

Na Europa, as bolsas recuaram para o menor patamar em 6 anos. O índice FTSEurofirst 300 recuou 0,46%, para 759 pontos. Entre os fatores de influência está a notícia que a economia do Reino Unido encolheu 1,5% no quarto trimestre do ano passado, colocando o país oficialmente em recessão depois do resultado negativo de 0,6% no terceiro trimestre.

A semana acabou de maneira bastante pessimista na Ásia, com a Bolsa de Tóquio, principal da região, caindo 3,81%. A Sony projetou sua primeira perda anual em 14 anos e anunciou demissões. Em Seul a queda foi 2,05%, e parte pode ser atribuída à Samsung, maior fabricante de TV de plasma e LCD, que divulgou sua primeira perda trimestral da história. Na China, Hong Kong e Xangai perderam 0,63% e 0,71%, respectivamente.

No mercado de commodities, o petróleo opera em leve baixa. E nas moedas, o dólar ganha valor sobre o euro e a libra, mas continua perdendo para o iene. Por aqui, depois de passar por cima da instabilidade do dia e perder valor para o real na sessão de ontem, o dólar começa a sexta-feira em alta, apontando ganho de 0,94%, para R$ 2,353.

Fonte: g1, www.g1.com.br