Brasil cai em ranking de abertura ao comércio

O Brasil ficou na 87ª posição em um ranking de 121 países, elaborado pelo Fórum Econômico Mundial

O Brasil ficou na 87ª posição em um ranking de 121 países, elaborado pelo Fórum Econômico Mundial, sobre a abertura dos países para o comércio mundial. A posição neste ano ficou, assim, pior que a de 2008, quando o Brasil ficou em 80º lugar entre 118 países. os dados foram divulgados nesta terça-feira.

Segundo o "Relatório de Abertura ao Comércio Global 2009", o Brasil dispõe de qualidade nos serviços de transporte e no uso de tecnologias de ponta. "Em menor medida, isso também é verdadeiro para a transparência e a eficiência nos procedimentos nas fronteiras, embora lidar com a alfândega ainda seja um fardo."

Apesar dos aspectos positivos, ainda pesa "o nível de proteção no Brasil, que continua relativamente alto, em particular para produtos agrícolas". O país ainda precisa lidar com a qualidade da infraestrutura em todas as modalidades de transporte, "além de tornar o ambiente de negócios e a situação geral da segurança mais viáveis para os negócios", diz o documento.

O país latino-americano mais bem posicionado no ranking deste ano é o Chile, que ficou em 19º --posição melhor que a do ano passado, quando o país ficou em 27º. A seguir vem a Costa Rica, em 43º lugar (44º no ano passado). O Uruguai ficou em 51º lugar, acima do 56º lugar que ocupou em 2008.

O Brasil ainda ficou atrás neste ano de outros países da região como Panamá (53º), de El Salvador (56º), Guatemala (58º), Peru (65º), Honduras (66º), México (74º) e Nicarágua (77º).

O Brasil foi seguido pela Bolívia (88º) e, mas atrás, pela Argentina (97º). O Paraguai ficou em 105º e a Venezuela foi o último país latino-americano no ranking, em 119º.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br