Brasil Foods fará aumento de capital de R$ 2,3 bilhões

Falta apenas a integração operacional, que depende do Cade

 A Brasil Foods (BRF), antiga Perdigão, fará um aumento de capital no valor de R$ 2,335 bilhões, com emissão de 59.390.963 ações ordinárias, por conta da incorporação das ações dos minoritários da controlada indireta Sadia, de acordo com fato relevante divulgado nesta segunda-feira (3).

Essa operação estava prevista desde o anúncio de associação entre as duas empresas, em 19 de maio, e conclui as etapas societárias da fusão. Fica faltando apenas a integração operacional, que ainda depende da autorização do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Conforme aprovado pelos conselhos das duas empresas, para cada papel detido, os minoritários detentores de ações ordinárias e preferenciais da Sadia receberão 0,132998 ação da BRF.

Essa incorporação, no entanto, ainda precisa ser aprovada em assembleia da Sadia e não se sabe ainda se a controladora BRF poderá votar no encontro. Em recente decisão envolvendo a incorporação da Duratex pela Satipel, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) determinou que os controladores da Duratex não poderão votar na assembleia que tratará deste tema.

Esse entendimento decorre do tratamento distinto e desfavorável dado às ações dos minoritários, o que também ocorre na transação BRF-Sadia. Segundo Fato Relevante publicado nesta segunda, os gastos da Sadia com a associação estão estimados em até R$ 35 milhões, enquanto a Perdigão deve desembolsar o máximo de R$ 32 milhões. As despesas incluem "honorários de auditores, avaliadores, advogados, bancos de investimento e publicações".

Fonte: g1, www.g1.com.br