Brasil registra maior saída de dólares em 18 meses

Essa é a primeira saída líquida de recursos (acima do volume de entradas) registrado na economia brasileira

O Banco Central confirmou nesta quarta-feira (7) que a saída de dólares da economia brasileira superou a entrada de recursos no país em US$ 4,27 bilhões em todo mês de junho.

Essa é a primeira saída líquida de recursos (acima do volume de entradas) registrado na economia brasileira desde fevereiro deste ano (-US$ 399 milhões) e a maior retirada de divisas desde dezembro de 2008 (-US$ 6,37 bilhões), período marcado pela crise financeira internacional.

Nos últimos meses, as turbulências externas voltaram a ter impacto no país por conta da crise da dívida de países europeus, como Grécia e Espanha. No início de julho (dias 1 e 2), dados do BC indicam que a sangria de recursos continuou. Neste período, as retiradas de dólares superaram os ingressos de recursos no valor de US$ 735 milhões.

Histórico e acumulado de 2010

Em janeiro deste ano, segundo o Banco Central, houve o ingresso de US$ 1,07 bilhão no país. Em fevereiro, foi contabilizada a retirada líquida de US$ 399 milhões. Já em março, a entrada de recursos superou a retirada de dólares no país em US$ 2,11 bilhões. Em abril, houve o ingresso líquido de US$ 2,24 bilhões e, em maio, a entrada de US$ 2,6 bilhões.

Apesar da retirada de recursos em junho, a autoridade monetária informou que, do início deste ano até 2 de julho (última sexta-feira), ainda houve maior ingresso de divisas no Brasil do que retirada. Neste período, a entrada líquida de dólares (acima das retiradas) somou US$ 2,62 bilhões. Em igual período do ano passado, o ingresso de recursos foi menor: US$ 1,75 bilhão.

Operações comerciais e financeiras

O fluxo cambial negativo registrado de junho, segundo dados do BC, se deve principalmente à retirada de recursos pela conta financeira (que engloba aplicações financeiras, remessas e investimentos, entre outros). Neste caso, os investidores retiraram US$ 3,49 bilhões do país.

Dados do BC também mostram saída de dólares pela conta comercial (que contabiliza o fechamento de câmbio para exportações e importações), pela qual US$ 788 milhões deixaram o Brasil em junho - resultado do fechamento de contratos de US$ 13,96 bilhões para exportações e de US$ 14,74 bilhões para importações.

Fonte: g1, www.g1.com.br