Carnes ficam mais baratas com a queda nos custos da cesta básica

— A carne está um pouco mais barata. O resto ainda está caro

A cozinheira Rosângela dos Santos, de 49 anos, já chegou a recusar trabalhos devido aos altos preços dos alimentos, porque teria que pagar os ingredientes do próprio bolso. O cenário, agora, é mais animador: a queda nos custos da cesta básica está começando pelas carnes. Após a insenção da cobrança dos 12,5% de PIS/Pasep e Cofins sobre o produto, anunciada na sexta-feira passada pela presidente Dilma Rousseff, os preços nos supermercados começaram a baixar.

? A carne está um pouco mais barata. O resto ainda está caro ? diz Rosângela.

Na segunda-feira, o quilo da peça de alcatra no Extra do Centro custava R$ 23,98. Ontem, o mesmo produto estava a R$ 14,90. Dos seis mercados pesquisados pelo EXTRA, cinco tiveram queda de preços.

Outros itens da cesta básica que foram desonerados tiveram reduções mais pontuais. Produtos como óleo de soja, margarina e papel higiênico registraram redução nos valores entre segunda-feira e ontem, em dois supermercados.

Por outro lado, aves, peixes e sabonetes tiveram aumento em outros estabelecimentos. Segundo o presidente da Associação de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro (Asserj), Aylton Fornari, as variações são comuns, e esses custos também devem cair.

? A desoneração acontece na indústria. Assim que o produto chegar mais barato aos supermercados, o preço será reduzido para o consumidor. Como a carne é um produto de giro muito rápido, a queda chega antes.

A comerciante Geralda Fernandes notou a diferença no setor do açougue:

? Normalmente, reclamo que os preços só aumentam. Mas, hoje, tive que admitir que a carne está bem mais barata. Deu até para comprar um pouquinho mais.

Fonte: Extra