Carro comprado antes da redução do IPI poderá ter desconto

Carro comprado antes da redução do IPI poderá ter desconto

O acordo firmado entre o governo e o setor prevê que revendas e montadoras possam emitir novas notas fiscais

Clientes que compraram veículos dias antes do corte de impostos anunciado pelo governo ainda têm chances de conseguir o desconto referente à redução do imposto.

O acordo firmado entre o governo e o setor prevê que revendas e montadoras possam emitir novas notas fiscais para os veículos vendidos antes da publicação do decreto, desde que o automóvel não tenha sido entregue.

Segundo o Procon-SP, embora não seja obrigatória, a reemissão das notas fiscais deverá ser adotada por fabricantes, que fazem vendas diretas em feirões e na internet, além das concessionárias.

"No caso das fabricantes, não há nenhum prejuízo financeiro, pois o imposto deixou de ser exigido", diz Carlos Coscarelli, chefe de gabinete do Procon-SP.

"Por isso, há interesse em dar o benefício, até como uma ferramenta de fidelização do cliente", afirma.

Quem comprou em concessionárias também pode tentar pedir o desconto, já que o decreto incluiu a possibilidade de a revenda negociar com as montadoras a devolução "fictícia" do estoque e, a partir disso, reemitir as notas fiscais com o novo preço.

"Os clientes nessa situação podem e devem procurar as lojas o quanto antes."

Apesar da possibilidade, o movimento maior nas lojas ontem foi o de novos clientes, atraídos pelo anúncio da redução de tributos.

Em revendas visitadas pela Folha na região central e na zona leste da capital paulista, a procura cresceu.

"Já percebemos um bom retorno. E não é só 7% e morre o assunto. A gente discute e tenta baixar mais", diz Uber Malerba, responsável por uma concessionária Fiat no Tatuapé, zona leste. Ele espera aumento de 80% no movimento no fim de semana.

O zelador Francisco José dos Santos, 40, foi à loja para sondar a troca de seu veículo, que ainda não foi quitado. "Disseram que dá para negociar, mesmo faltando duas parcelas. Então eu vim conferir se vale a pena."

A redução do IPI e os juros menores foram fundamentais para que ele cogitasse a troca do veículo.

A redução no imposto também estimulou a artista plástica Helisiane Mendes, 39, a trocar seu carro. Ontem, ela comprou um utilitário na JAC por R$ 54 mil. O IPI do modelo passou de 34% para 31%.

"Além da redução, também tem o desconto da loja. Vale a pena para mim. Vou economizar pelo menos R$ 2.000", disse.

Segundo o gerente de veículos novos de uma revenda da Volkswagen, Reginaldo Camargo, as reduções serão repassadas integralmente ao consumidor. "Não há vantagem em não repassar."

MAIS REDUÇÕES

Seguindo o movimento iniciado na terça-feira por algumas fabricantes, GM, Hyundai, Volkswagen, Peugeot, Nissan, Toyota e Honda anunciaram ontem os novos preços de seus veículos (veja quadro ao lado).

As montadoras Citroën, Kia e Chery não divulgaram novas tabelas de preço até o encerramento desta edição.

Fonte: Folha