Carros novos chegam às concessionárias mais baratos

O consumidor sentirá menos a alta dos preços quando o IPI voltar a ser embutido

A tradição de aproveitar o lançamento de uma linha para reajustar os preços dos veículos parece que está sendo esquecida pelas montadoras, pelo menos enquanto durar a redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados). Ao lançar os modelos 2010, Ford, Fiat, Volkswagen e Peugeot reduziram os preços de alguns carros.

A estratégia pode ser utilizada como uma tentativa de reduzir o impacto da volta do IPI, prevista para o próximo mês, quando a alíquota do imposto será retomada gradativamente até janeiro.

Observando preços mais baixos agora, o consumidor sentirá menos a alta dos preços quando o IPI voltar a ser embutido no valor final dos veículos --os modelos 1.0, por exemplo, estão isentos do imposto até o final deste mês. Apesar da queda dos preços, os novos modelos têm design diferente, novos acessórios e até motor mais eficiente, como é o caso do Siena Fire (de R$ 28.917 para R$ 26.790) e do Palio Fire (de R$ 25.007 para R$ 24.740), ambos da Fiat.

O motor tem oito cavalos a mais e é mais econômico. Dos 48 modelos da gama de automóveis da Fiat (sem contar os comerciais leves), 23 tiveram redução de preço. As medidas também fazem parte das estratégias para elevar a participação no mercado, segundo Lélio Ramos, diretor comercial da Fiat. "Procuramos nos manter sempre competitivos", afirma. Recentemente lançado pela Ford, o Fiesta 2010 teve o preço reduzido em 3,3%, na versão Hatch 1.0, e em 4,3% no modelo Sedan 1.6, cuja versão 2010 sai por R$ 37.850 --o preço do modelo anterior é de R$ 39.545.

No lançamento de sua linha 2010, em abril deste ano, a Volkswagen reduziu o preço de alguns modelos, como o Polo 1.6, que ficou R$ 935 mais barato e chegou a R$ 44.500, mas ganhou um tanque com capacidade de 50 litros e teto solar elétrico. Já o 206 1.4, da Peugeot, teve de ficar menos equipado para que a redução fosse viável. Segundo a montadora, o novo modelo de entrada perdeu itens como pisca alerta lateral, relógio digital e cinzeiro, além de limpador e desembaçador de vidro traseiro.

Hoje, a versão 2010 de duas portas sai por R$ 28.018 nas concessionárias --o modelo Sensation 2009, mais equipado, custava R$ 30.990. Na contramão dessa tendência, GM e Renault não reduziram preços. Segundo as montadoras, no entanto, os preços das versões anteriores do Astra, da GM, e do Mégane (Sedan e Grand Tour), da Renault, foram mantidos nos modelos 2010.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br