Golpe: carros com preços abaixo da tabela

Modelo tabelado em R$ 60 mil é anunciado com R$ 10 mil de desconto.

O anúncio de um Hyundai i30 2.0 GLS, modelo 2010, aparece em um site de classificados na internet com 8 mil quilômetros rodados por R$ 50 mil. Um modelo do mesmo ano e mesma quilometragem custa em torno de R$ 60 mil. Por telefone, o anunciante solicita um sinal para a compra do veículo. “Você pode me dar um sinal de R$ 2 mil, que é um valor menor, para reservar a titularidade deste veículo e ai você vem até a loja para verificar o veículo”, diz a vendedora.

O carro anunciado estaria em uma loja, em Orlândia, no interior de São Paulo. A equipe do Jornal Hoje foi ao local, uma concessionária de outra fabricante, e um funcionário afirma que a loja nunca vendeu carros pela internet, mas há três anos recebe vítimas do golpe. “Na melhor das intenções eles veem buscar o carro e obviamente o carro não existe porque nós não temos carros em sites”, afirma Jerry Cotian, representante da concessionária. Dois dias após a investigação, o anúncio desaparece, mas ao ligar um homem atende e reduz ainda mais o preço do carro.

“Eu tenho como fazer para o senhor R$ 45 mil”, diz o vendedor. “A gente pode fazer uma reserva desse veículo agora, pelo menos de R$ 5 mil, aí o senhor faz um test-drive, leva na autorizada que ele tem quatro anos de garantia”. Os golpistas fornecem todos os dados da documentação do carro. O garçom Márcio Duarte quase caiu no golpe, mas quando viu que o preço estava muito baixo, não fechou negócio e procurou a polícia. “Quando a esmola é grande, o santo desconfia", afirmou Duarte.

“Quando você vê que um produto está muito abaixo do mercado, você não pode comprar. Algo de errado ele vai ter”. A delegada Helen Sardenberg, especializada em crimes virtuais diz que as quadrilhas usam telefones móveis e mudam de estado com frequência, então o comprador deve ficar sempre atento para não virar vítima.

“Nós sabemos que essas quadrilhas elas tentam usar essa vantagem de ter esse benefício e por isso a pessoa acaba perdendo dinheiro e não realiza o negócio.” O Jornal Hoje encontrou o verdadeiro proprietário do carro, que aparece na publicidade dos golpistas na internet. Ele mora no interior de São Paulo e ficou surpreso e assustado com o golpe.

Fonte: g1, www.g1.com.br