Cerveja e refrigerante vão ficar 4,5% mais cara já a partir de outubro

Cerveja e refrigerante vão ficar 4,5% mais cara já a partir de outubro

O aumento acontecerá por conta da alta de impostos.

A cerveja deverá ficar até 4,5% mais cara até outubro, segundo a Ambev. O aumento acontecerá, segundo a empresa, por conta da alta de impostos para o setor de bebidas no país. O preço do refrigerante também subirá.

Em maio, o governo reajustou os valores da cerveja, do refrigerante, da água e dos isotônicos sobre os quais é feita a cobrança dos tributos federais PIS, Pasep, Cofins e IPI. A tabela entra em vigor a partir de 1º de outubro.

Com o reajuste, os preços da gelada ficarão maiores bem no auge do consumo, quando o verão chegar ao país, em dezembro.

Nessa época também há um reajuste por conta da procura, o que pode fazer o preço final subir ainda mais.

Fonte: Agora São Paulo