Cerveja representa 44% da indústria no Estado, diz pesquisa

O cervejeiro é um dos que mais aposta no Piauí

Levantamento inédito mostra que o setor de cerveja representa 44% da indústria no Estado do Piauí, segundo cruzamento de dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Com polos industriais em cidades estratégicas, o Estado recebe investimentos de diversos segmentos da economia brasileira e o cervejeiro é um dos que mais aposta na região.

O total de postos de trabalho diretos, indiretos e induzidos gerados pelo setor cervejeiro no Estado passa de 16 mil, o que representa uma massa salarial de mais de R$ 114 milhões.

No Brasil, o impacto da contribuição econômica da indústria da cerveja também é expressivo: representa 14% da indústria do país, emprega quase 2,3 milhões pessoas em toda a cadeia e gera uma massa salarial de R$ 23,6 bilhões, afirma a pesquisa da FGV.

A prévia de maio de 2015 da Sondagem da Indústria de Transformação sinaliza recuo de 0,7% do Índice de Confiança da Indústria (ICI) em relação ao resultado final de abril, considerando-se dados livres de influência sazonal. Com o resultado, o índice atingiria 72,3 pontos, o menor nível da série mensal iniciada em outubro de 2005.

O resultado de maio foi influenciado principalmente pela piora das avaliações sobre o momento presente: o Índice da Situação Atual (ISA) recuaria 1,1% em relação a abril, atingindo 75,3 pontos. Já o Índice de Expectativas (IE) cairia apenas 0,3%, atingindo o menor nível da série histórica (69,4 pontos).

O resultado preliminar do Nível de Utilização da Capacidade Instalada (NUCI) indica queda de 0,9 ponto percentual (p.p.) entre abril e maio, ao passar de 79,9% para 79,0%, o menor nível desde maio de 2009 (78,9%)

Fonte: Jornal Meio Norte