Com economia de R$ 4 bilhões, termina o horário de verão

Ele busca o melhor aproveitamento da luz natural, adiantando-se os relógios em uma hora

Acabou o horário de verão. A partir da 0h deste domingo (15), os relógios devem ser atrasados em uma hora nos estados das Regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. A medida para reduzir a demanda de energia elétrica teve início em 19 de outubro de 2008.

De acordo com o Ministério de Minas e Energia, o horário de verão rendeu ao país uma economia de cerca de R$ 4 bilhões. A redução da demanda por energia elétrica no horário de pico, entre 18 horas e 20 horas, foi de 2 mil megawatts, sendo 1,5 mil megawatts nas Regiões Sudeste e Centro-Oeste e 500 megawatts na Região Sul.

O horário de verão busca o melhor aproveitamento da luz natural, adiantando-se os relógios em uma hora. A medida reduz o consumo de energia elétrica entre 18 horas e 20 horas.

Além do Distrito Federal, o horário de verão abrange os estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. O ministério afirma que a abrangência se deve ao fato de ser possível um aproveitamento mais eficiente da luz solar nessa época do ano nesses estados

Fonte: g1, www.g1.com.br