Concessionárias e shoppings usam o fim de semana para queimar estoques de veículos

Concessionárias e shoppings usam o fim de semana para queimar estoques de veículos

Nas revendas de carros, objetivo é vender carros produzidos em 2009

 Revendas de carros e shopping centers aproveitam o fim de semana para limpar os estoques. Nas concessionárias, o objetivo é vender os veículos produzidos em 2009. Já os lojistas fazem os tradicionais “saldões” de início de ano para vender o que sobrou do Natal.

O mercado de carros zero trabalha para comercializar, neste início de ano, os carros de modelo 2010, mas fabricados em 2009. Isso divide os consumidores, pois muita gente pensa que o carro com modelo e ano fabricação 2010 pode ser mais valorizado em uma futura venda. Mas há quem pense diferente. “O investimento no meu caso é no meu conforto. Então ele me atende da mesma forma que o modelo 10/10”, diz o advogado Hélio Ferreira Machado. Nas concessionárias, já é possível comprar o modelo 2010, mas as grandes promoções são para vender os veículos fabricados no ano passado. Para estes, há descontos e também taxas de juros mais baixas.

Dia de sol no shopping

No Rio de Janeiro, muita gente trocou o dia de sol na praia pelo ar condicionado do shopping center, onde era possível encontrar itens como roupas, eletrodomésticos e calçados com até 80% de descontos.

O movimento era tanto que era até difícil de entrar em algumas lojas. As vendas de Natal foram boas, mas ainda sobrou muita mercadoria. As lojas têm que abrir espaço para as novas coleções. Por isso, a solução é oferecer esses produtos com descontos tão grandes que não deem chance ao consumidor de resistir. Tem gente que reservou dinheiro para esta época do ano.

“Tentei poupar um pouquinho no Natal para poder gastar mais agora. Deixei um limite no cartão de crédito também para poder fazer mais compras”, diz a fisioterapeuta Sandra Lírio. Os varejistas dizem que queimar o estoque não dá prejuízo porque o material que ainda está na loja precisa ir embora. Além disso, o comerciante tem a chance de que, uma vez no shopping center, o cliente venha comprar um determinado produto e acabe levando outros.

Fonte: g1, www.g1.com.br