Consumidor é prejudicado por falta de preço correto para pesquisa; veja tabelas

Consumidor é prejudicado por falta de preço correto para pesquisa; veja tabelas

A falta da informação é um obstáculo para o consumidor, que não encontra com facilidade o preço do produto desejado

Em mais uma semana de pesquisas nos principais supermercados e atacados de Teresina, a identificação deficiente de preços dos produtos nas gôndolas foi um verdadeiro empecilho na hora das compras. Enquanto em alguns estabelecimentos não continham sequer a etiqueta de preços em alguns produtos, em outros havia divergência entre o valor da prateleira e a boca do caixa. O consumidor mais uma vez sai prejudicado, pois perde tempo tentando descobrir o valor real dos produtos que deseja levar para casa.Outro ponto digno de nota é o aumento de preços em todos os atacados. Mesmo com alguns itens a menos na somatória final, o valor do carrinho de compras em cada atacadão foi superior ao contabilizado na semana anterior.

Na corrida pela maior economia, o Atacadão Carrefour ganhou mais uma vez. Os itens totalizaram R$ 80,82, quase R$ 6 a menos que o segundo colocado. Apesar de possuir a maior quantidade de produtos mais em conta que em qualquer outro local (24 no total, apenas um produto estava em desvantagem), a falta de alguns itens atrapalha o cliente, que esta semana não pôde comprar sabonete, creme dental, maionese e papel higiênico das marcas pesquisadas. Os outros três atacadões estão virtualmente empatados, apresentando carrinho de compras com valor similar.

O Maxxi Atacado fica em segundo lugar, com sacola de R$ 86,52 e 13 itens mais em conta, como amaciante, leite em pó, café solúvel, feijão, Coca-Cola e milho verde. O Makro ocupa a terceira posição com nove produtos a preços competitivos e carrinho de compras totalizando R$ 87,09. Óleo de cozinha, creme de leite, café, sardinha e outros 8 itens estão mais caros que nos outros atacados.

O Carvalho Mercadão retorna esta semana para a última posição de mercadão mais vantajoso. Líder na quantidade de alimentos e materiais de limpeza com preço alto, a rede de supermercado somou sacola de compras no total de R$ 88,77. Nada menos que 21 itens estão em desvantagem quando comparados aos outros estabelecimentos. O lado positivo é que o sabonete, leite condensado, creme de leite e catchup das marcas pesquisadas são comercializados a valores competitivos.

SUPERMERCADOS - Com o início do mês, os preços de muitos produtos tiveram um discreto aumento em alguns supermercados da capital. Nesse ponto é que o hábito de pesquisar ajuda a manter o orçamento doméstico dentro do controle. Nesta semana a pesquisa foi realizada nos dias 06 e 07 de maio e podemos ver que já é uma prática de muitos supermercados ter preços mais atrativos nas segundas e terças, dias em que é realizada a aferição comparativa dos preços.

Nesta semana, em primeiro lugar com preços mais atrativos para o consumidor ficou o Extra, com total para a cesta de produtos pesquisados no valor de R$ 324,21. O segundo lugar ficou com o Hiper Bompreço, apresentando a cesta com preço de R$ 328,29. Já o Pão de Açúcar ficou em terceiro lugar, com o total de R$ 352,94.

O supermercado que já vem alcançando a posição de menor vantagem há várias semanas consecutivas foi o Comercial Carvalho, que registrou o maior preço entre os supermercados, com a cesta no valor de R$ 355,43. A diferença entre o supermercado mais caro para o mais barato ficou no valor de R$ 31,22.


Consumidor é prejudicado por falta de preço correto para pesquisa; veja tabelas

Consumidor é prejudicado por falta de preço correto para pesquisa; veja tabelas

Consumidor é prejudicado por falta de preço correto para pesquisa; veja tabelas

Consumidor é prejudicado por falta de preço correto para pesquisa; veja tabelas

Consumidor é prejudicado por falta de preço correto para pesquisa; veja tabelas

Consumidor é prejudicado por falta de preço correto para pesquisa; veja tabelas

Fonte: OLEGAáRIO BORGES E MARCILANY RODRIGUES