Cortes: Minha Casa, Minha Vida 2 perde R$ 5,1 bilhões

Ministra do Planejamento disse que projeto vai receber R$ 7,6 bilhões neste ano

O governo prometeu não cortar verba dos programas sociais, mas a segunda etapa do Minha Casa, Minha Vida deverá perder R$ 5,1 bilhões neste ano. A ministra do Planejamento, Miriam Belchior, diz que o Congresso ainda não aprovou o novo projeto e, como ele deve ser votado só entre abril e maio, não deverá receber verbas referentes a este começo de ano.

Ela divulgou nesta segunda-feira (28) os detalhes do corte feito no Orçamento da União de 2011, que diminuiu em R$ 50 bilhões a previsão inicial de gastos do Planalto. O total que o governo deve desembolsar é R$ 2,7 trilhões.

O Minha Casa 2, por exemplo, teria R$ 12,7 bilhões para serem aplicados na construção de 2,5 milhões de moradias até 2014.

A primeira fase do programa, que foi encerrada em dezembro de 2010, cumpriu a meta de fazer 1 milhão de casas e apartamentos ? boa parte deles com ajuda de custo do governo para famílias pobres.

Miriam diz que o Minha Casa 2 deve consumir neste ano R$ 7,6 bilhões. Segundo ela, a queda no valor se deve ao fato de o Congresso Nacional ainda não ter aprovado a segunda fase do programa.

- Em 2011 teremos R$ 7,6 bilhões. Isso é R$ 1 bilhão a mais que no ano passado, quando fizemos a maior parte da contratação de um milhão de casas. O corte de quase R$ 5 bilhões não afeta muito porque teremos um terço do ano a menos.

A ministra Miriam Belchior fez questão de enfatizar, no entanto, que não houve cortes em outros programas sociais ou em obras envolvendo o PAC.

Ela informou também que dos R$ 50 bilhões de corte, R$ 18 bilhões são em investimentos que estavam previstos nas emendas parlamentares e R$ 32 bilhões, em custeio.

Fonte: R7, www.r7.com