Cresce confiança do consumidor em janeiro

Cresce confiança do consumidor em janeiro

Situação financeira da família foi a responsável por quadro positivo

A confiança do consumidor em relação à economia brasileira (emprego, consumo, etc) subiu de 112,3 para 113 pontos em janeiro, de acordo com o ICC (Índice de Confiança do Consumidor) medido pela FGV (Fundação Getulio Vargas) e divulgado nesta terça-feira (26).

O ICC é calculado com base em uma escala de pontuação entre zero e 200 pontos. Quando mais próximo de 200, maior o nível de confiança do consumidor. O índice é dividido em dois indicadores: o Índice de Situação Atual (ISA), que subiu 3,2% em janeiro, após cair 2,6% em dezembro; e o Índice de Expectativas (IE), que mostrou taxa negativa de 1% em janeiro, um recuo menos intenso do que a baixa de 2,4% no mês passado.

- O indicador que mede a satisfação do consumidor com a situação financeira da família foi o quesito que mais contribuiu para a evolução do ICC em janeiro de 2010.

Mesmo com a taxa positiva observada em janeiro, a FGV foi cautelosa ao analisar o resultado do ICC. Em seu informe, a instituição informou que o desempenho de janeiro mostra dois movimentos distintos: a melhora na avaliação sobre a situação presente aliada a uma diminuição no ritmo de otimismo para os próximos meses.

Segundo a FGV, o ICC subiu 16,1% em janeiro na comparação com igual mês do ano passado. Em dezembro do ano passado, o indicador avançou 17,1% em relação a igual mês em 2008.

A Sondagem de Expectativas do Consumidor é realizada com base em amostra de mais de 2000 domicílios em sete capitais brasileiras.

Fonte: R7, www.r7.com