Crescimento dos países ricos se mantém fraco no 3° trimestre

aumentou a disparidade de desempenho econômico entre as nações.

O crescimento econômico dos países desenvolvidos manteve-se num ritmo relativamente fraco no terceiro trimestre, mas aumentou a disparidade de desempenho entre as nações.

Segundo dados divulgados nesta quarta-feira pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), o Produto Interno Bruto (PIB) combinado de seus 34 membros teve expansão de 0,2% nos três meses até setembro, repetindo o resultado do segundo trimestre.

A entidade com sede em Paris alertou, no entanto, que continuaram havendo "padrões divergentes" entre seus integrantes, com o crescimento ganhando força nos EUA, Reino Unido e França e desacelerando na Alemanha e Japão. A divergência fica mais evidente nos números com comparação anual. Enquanto a economia dos EUA teve expansão de 2,3% no terceiro trimestre, a da Itália apresentou retração de 2,4%, de acordo com a OCDE.

Com resultados tão desequilibrados e a confiança fraca de empresas e consumidores diante das incertezas em relação à crise fiscal da zona do euro e o "abismo fiscal" nos EUA, os economistas não esperam uma aceleração do crescimento mundial no curto prazo.

"Parece que a economia global vai continuar presa na "Zona do Crepúsculo" que divide a expansão sustentável da recaída recessiva", comentaram economistas do Morgan Stanley em comunicado aos clientes.

Fonte: Estadão, www.estadao.com.br