Déficit Previdência Social soma R$ 9,19 bi em setembro

No acumulado até setembro, rombo da Previdência soma R$ 40,1 bilhões.

O déficit do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), sistema público de previdência que atende os trabalhadores do setor privado no país, somou R$ 9,19 bilhões em setembro, informou nesta quinta-feira (21) o Ministério da Previdência Social. Este é o maior rombo não somente deste ano, mas desde setembro de 2009 - quando o resultado negativo somou R$ 9,6 bilhões.

Segundo informações do Ministério da Previdência Social, o resultado foi afetado pelo pagamento da segunda parcela referente à metade do 13º salário dos aposentados e pensionistas, ocorrido no início do mês passado. O impacto nas contas de setembro da antecipação foi de R$ 6,8 bilhões. Parte do pagamento foi feito no fim de agosto.

Pagamento de benefícios e arrecadação

O pagamento de benefícios previdenciários somou R$ 26,31 bilhões em setembro deste ano, o que representa um aumento de 8,1% frente a setembro de 2009 (R$ 25,35 bilhões) e um crescimento de 15,1% sobre agosto deste ano (R$ 22,86 bilhões).

Ao mesmo tempo, a arrecadação líquida somou R$ 17,12 bilhões no mês passado, o que representa uma elevação de 16,1% frente ao mesmo mês de 2009, quando totalizou R$ 14,75 bilhões. Na comparação com agosto deste ano (R$ 17,42 bilhões), a arrecadação líquida recuou 1,7%.

Acumulado do ano

No acumulado de janeiro a setembro deste ano, ainda segundo dados do Ministério da Previdência Social, o déficit do INSS somou R$ 40,13 bilhões, o que representa uma queda de 2% em relação ao mesmo período do ano passado (-R$ 40,95 bilhões).

Para todo este ano, a estimativa do governo federal, que consta na revisão do orçamento de 2010, é de que o rombo da Previdência Social some R$ 45,69 bilhões. A previsão para a arrecadação líquida, neste ano, é de R$ 208,11 bilhões e para o pagamento de benefícios totaliza R$ 253,8 bilhões. Em 2009, o déficit da Previdência Social somou R$ 43,6 bilhões.

Fonte: g1, www.g1.com.br