Dólar sobe 3% e fecha em R$ 2,442

Moeda americana fechou o dia cotada a R$ 2,442

O dólar iniciou o mês de março com uma forte alta frente ao real nas negociações desta segunda-feira (2), impulsionado pelo clima tenso do mercado financeiro global e a aversão a risco dos investidores.

A moeda norte-americana teve valorização de 3,03%, fechando cotada a R$ 2,442. É a maior cotação de fechamento do dólar desde 9 de dezembro.

Os investidores se ressentem com as incertezas sobre o futuro da seguradora AIG. Depois de uma série de rumores durante o final de semana, o governo dos EUA anunciou nesta segunda um novo plano de ajuda à AIG, que amargou prejuízo de US$ 61,7 bilhões no quarto trimestre do ano passado.

A empresa poderá receber US$ 30 bilhões para refazer o caixa. No total, a seguradora já ganhou cerca US$ 150 bilhões do governo.

O humor do mercado piorou ainda mais com a informação que o banco britânico HSBC, o maior da Europa em termos de capitalização, teve uma queda de 70% do lucro líquido em 2008, a US$ 5,728 bilhões.

O HSBC anunciou ainda o fechamento da maioria das agências de crédito ao consumidor HFC e Beneficial nos Estados Unidos, o que representará o corte de 6.100 postos de trabalho.

Mercados

Como consequência, as principais bolsas de valores registram fortes prejuízos no dia. Por volta das 16h30 de Brasília, em Nova York, o índice industrial Dow Jones operava no menor patamar em 11 anos.

Na Europa, o índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais praças da região, fechou em baixa de 5,16%, a 682 pontos, segundo números definitivos - menor patamar em seis anos e perto da marca mais baixa da história.

Mais altas à frente

Para março, analistas esperam nova rodada de valorização do dólar com a persistência dos problemas externos, mas com variações mais comedidas diante do real.

"A gente precisa ter uma sinalização de que o "elefante" (os EUA) começa a andar. Os Estados Unidos andando bem, a gente anda também", analisou Marcos Forgione, operador de câmbio da B&T Corretora.

Mário Paiva, analista de câmbio da Corretora Liquidez, acredita que a moeda norte-americana deva exibir leve alta em março. "O que eu posso falar é que o dólar não vai subir exageradamente em relação ao real", disse.

Fonte: g1, www.g1.com.br