Eike Batista concorre com Ronaldo para gerir carreiras de atletas

Eike Batista concorre com Ronaldo para gerir carreiras de atletas

O objetivo é contar com 30 atletas de destaque em atividade e ex-atletas, além de apostar em revelações.

A IMX está dando mais um passo para se consolidar no mercado brasileiro de marketing esportivo. A joint venture que uniu o grupo EBX, de Eike Batista, à gigante global de esportes e entretenimento IMG Worldwide lança nesta quarta a IMX Talent para atuar na gestão de carreira de atletas.

O objetivo é contar com 30 atletas de destaque em atividade e ex-atletas, além de apostar em revelações.

A IMX vai centrar sua atenção em atletas olímpicos, jogadores de futebol e esportes a motor. A empresa não vai buscar atletas de MMA (Artes Marciais Mistas, na sigla em inglês) no Brasil, onde é a promotora da maior competição mundial do esporte, o UFC. Também não há planos para buscar contas de artistas.

A agência 9ine, que tem como um dos sócios o ex-jogador de futebol Ronaldo, atua na mesma área da empresa de Eike Batista. Entre os atletas agenciados pela 9ine, estão os jogadores de futebol Neymar e Lucas e o lutador de MMA Anderson Silva.

Jogador de futebol deve ser anunciado

A IMX Talent começa com oito nomes em seu portfólio, entre eles Torben e Lars Grael e a filha de Torben, Martine Grael, classificada para a Olimpíada de Londres. A saltadora Maurren Maggi é outro destaque.

Na próxima semana, a IMX deve anunciar novos atletas. E até o fim do mês espera contar com o nome de peso de um jogador de futebol em atividade.

O trabalho será focado em prospecção de contratos e media training. A ideia é usar a experiência da IMG para profissionalizar a gestão de imagem e carreira dos atletas, diz Adler, que não divulga quanto será investido na IMX Talent.

No exterior, a IMG conta com mais de 50 anos de experiência em gestão de carreiras de atletas e artistas e tem as contas dos tenistas Rafael Nadal e Maria Sharapova e do cantor Justin Timberlake. A IMX também terá acesso aos clientes internacionais da companhia para o uso comercial de sua imagem em campanhas promocionais.

Entre 2012 e 2016, a IMX planeja investir R$ 500 milhões em produção de shows e eventos esportivos, gestão de arenas e gerenciamento de talentos. Aos poucos, os planos da IMX vão saindo do papel. Recentemente a empresa comprou 50% da marca Rock in Rio, também sem anunciar o valor da operação. Em abril, a IMX foi a única empresa a entregar um estudo de viabilidade para a exploração do Maracanã.

Fonte: UOL