Eike Batista escapa de pagar R$ 600 milhões para ex-executivo

O pedido de Landim se baseava em um bilhete escrito a bordo de um avião por Eike, no qual prometia participações na EBX e na MMX.


Eike Batista escapa de pagar R$ 600 milhões para seu ex- funcionário

O empresário Eike Batista venceu, em segunda instância, a disputa contra Rodolfo Landim, que foi executivo do Grupo EBX e presidiu a OGX, petroleira controlada pela holding. Por 3 votos a 0, a 19ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro julgou improcedente o pedido de Landim, que pedia indenização que, segundo o advogado de Batista, Sérgio Bermudes, poderia superar os R$ 600 milhões.

O pedido de Landim se baseava em um bilhete escrito a bordo de um avião por Eike, no qual prometia participações na EBX e na MMX.

O relator do processo na 19ª Câmara foi o desembargador Cláudio Brandão. Acompanharam o voto do relator os desembargadores Luciano Rinaldi e Denise Tredler.

"O tribunal entendeu que o bilhete que Eike escreveu em uma viagem aérea para Londres não tinha valor jurídico", disse Bermudes ao Valor.

Ainda cabe recurso da decisão.

Fonte: UOL