Empresários estão otimistas quanto ao governo Dilma Rousseff

Empresários estão otimistas quanto ao governo Dilma Rousseff

Maioria (65%) espera que medidas tenham impacto positivo sobre os negócios

A maioria dos empresários brasileiros têm expectativas positivas quanto às medidas que Dilma Rousseff adotará no primeiro trimestre de 2011, quando já for presidente do Brasil, mostra pesquisa da empresa de análise de crédito Serasa Experian, divulgada nesta sexta-feira (17).

De acordo com a pesquisa, 65% dos 1.015 executivos de todos os setores da economia ouvidos para o levantamento estão otimistas quanto aos três primeiros meses do próximo governo; outros 35% estão pessimistas quanto ao que a próxima administração poderá fazer no período. O estudo foi elaborado entre os dias 22 e 30 de novembro.

Do total de entrevistados, 63% esperam que o governo Dilma venha a implementar alguma medida que afete seu negócio, e 37% acham que não haverá impacto das ações do governo em suas atividades.

Entre as medidas esperadas para melhor estão as reformas tributária e trabalhista, apontadas por 37% dos entrevistados; 19% dos empresários esperam a manutenção ou redução dos juros no período - a Selic, taxa básica de juros da economia brasileira, ficou em 10,75% na última reunião do Copom (Comitê de Política Monetária) do Banco Central, no último dia 7.

Melhores condições de crédito, mais investimentos em infraestrutura, apoio à exportação, estímulos ao agronegócio e melhoria na educação e qualificação profissional também estão entre as expectativas de melhoras a serem implementadas no novo governo.

Já entre os pessimistas, os maiores temores são: aumento da carga tributária (60% dos empresários), aumento das tarifas públicas, elevação dos juros, valorização do real, redução da oferta de crédito, aumento da inadimplência e dos custos trabalhistas.

O Nordeste é a região onde os empresários estão mais otimistas: 83% dos entrevistados esperam que as medidas do governo Dilma sejam favoráveis aos seus negócios.

Otimismo popular

Pesquisa do Ibope encomendada pela CNI (Confederação Nacional da Indústria) divulgada nesta quinta-feira (16) mostrou que 62% dos brasileiros acham que a gestão dela será ?ótima? ou ?boa?. Para 19%, o governo da petista será regular e outros 9% acham que será ?ruim? ou ?péssimo?.

A pesquisa CNI/Ibope entrevistou 2.002 eleitores de 140 municípios em todo o país entre os dias 4 e 7 de dezembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos e a taxa de confiança é de 95% (em 100 pesquisas semelhantes, apenas 5 trariam resultados destoantes).

Fonte: R7, www.r7.com