Empréstimo com crédio consignado ultrapassa R$ 100 bilhões

Essa modalidade de crédito foi regulamentada no fim de 2003

O volume de empréstimos dos bancos por meio do crédito consignado, ou seja, com desconto em folha de pagamento, subiu 2,1% em setembro deste ano, para R$ 100,47 bilhões, informou nesta terça-feira (27) o Banco Central.

Essa modalidade de crédito foi regulamentada no fim de 2003. Em agosto, o volume total dos empréstimos estava em R$ 98,3 bilhões. De janeiro a setembro deste ano, o crescimento do volume do crédito consignado foi de 27,4% e, em doze meses ate setembro, somou 32%.

Crescimento

Segundo o chefe-adjunto do Departamento Econômico do BC, Túlio Maciel, o crédito com desconto em folha tem "crescido bastante" em 2009 e tem sido uma as responsáveis pela queda nas taxas de juros para pessoas físicas. Ele observou, entretanto, que o crédito consignado tem "perdido a força".

"O grosso dos empréstimos é para aposentados e servidores públicos. Tem um estoque fixo de tomadores", explicou Maciel.

Taxa de juros

Em setembro, os juros médios cobrados pelos bancos no crédito com desconto em folha caiu para 27,1% ao ano, contra 27,6% ao ano em agosto. É uma das taxas mais baixas no crédito para pessoas físicas. O valor é bem menor do que, por exemplo, a taxa média de juros cobrada pelas instituições financeiras no crédito pessoal, que somou 44,7% ao ano em setembro.

Fonte: g1, www.g1.com.br