Falta de mão de obra deixa vagas ociosas no Sine-Piauí

A mais afetada é a parte de tecnologia como web designer, programador de rede, por exemplo

A falta de mão de obra qualificada continua se fazendo sentir nos quadros de oferta de vagas do Sistema Nacional de Emprego no Piauí (Sine-PI). A mais afetada é a parte de tecnologia como web designer, programador de rede, por exemplo.

De acordo com o próprio órgão, há dificuldades também em preencher vagas de engenheiro químico, eletricista industrial e caldeireiro industrial. É difícil também encontrar trabalhadores bem preparados para desempenhar a função de departamento de pessoal, encarregado de licitação, empréstimos e encarregado de faturamento.

O gerente de intermediação de mão de obra do Sistema Nacional de Emprego no Piauí (SINE-PI), Felipe Steremberg, comenta esse contexto.

"Neste ano de 2013 iniciamos uma reestruturação nas unidades Sine-PI a fim de atender melhor nosso público-alvo (trabalhadores e empregadores), agilizar nossos serviços, oferecer mais vagas de emprego e encaminhar mais trabalhadores para o mercado de trabalho.

Mesmo ofertando mais vagas de emprego e encaminhando mais trabalhadores a concorrerem as vagas, muitas dessas vagas não são preenchidas por causa da qualificação profissional" Ainda de acordo com o gerente, a falta de qualificação é um dos principais entraves do trabalhador não conquistar a vaga desejada.

Muitos trabalhadores sem uma educação regular ou profissionalizante não se encaixam nas vagas ofertadas no mercado de trabalho, isso porque as empresas estão ficando cada vez mais rígidas quanto ao perfil que o profissional deve possuir.

"A preparação e a divulgação do conteúdo para desempenhar algumas funções ainda é muito precária em várias instituições daqui do estado. Além do ensino reduzido sobre algumas funções, muitas faculdades e instituições não repassam o conhecimento do mercado de trabalho para seus alunos, não divulgam quais as principais oportunidades de trabalho e nem onde procurar".

O currículo, diz o gerente, ainda é outro grande problema do trabalhador não conquistar a vaga desejada. Por mais que hoje seja bastante discutido o tema de "como preparar um bom currículo", os trabalhadores ainda erram muito na hora de preparar o seu.

Ou colocam informações demais, ou omitem informações. Fora aqueles que insistem em colocar informações falsas ou que cometem erros graves de ortografia.

"A entrevista de emprego é outro obstáculo que reprova muitos trabalhadores. O assunto é também bastante discutido, várias informações sobre como se comportar na entrevista de emprego são divulgados nas emissoras de rádio, TVs e também na internet, mas mesmo assim os trabalhadores cometem erros cruciais que culminam na sua eliminação da seleção de emprego".

Por mais que muitas ofertas de emprego estejam surgindo, essas vagas exigem um profissional qualificado, focado e produtivo, diz Steremberg.

Fonte: Dowglas Lima