Fim da redução do IPI causa corrida às concessionárias

Fim da redução do IPI causa corrida às concessionárias

No caso da Alemanha Veículos, o aumento de vendas foi mais significativo por ter coincidido com o lançamento do Gol G6.

A redução do Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) para os automóveis realmente representou um incremento significativo na venda de carros em Teresina. Prova disso é o cenário encontrado nas concessionárias sete dias antes do fim da redução do imposto: consumidores ávidos por encontrar o modelo ideal por um preço mais acessível ? no entanto, nem todos estão conseguindo aproveitar essa oportunidade.

Isso porque as montadoras não estão conseguindo suprir a necessidade de alimentar constantemente os estoques de veículos, o que faz com que não haja a garantia de que, mesmo comprado antes do dia 31/08 (data estipulada para o fim da redução do referido imposto), o carro será vendido com preço mais em conta.

Na concessionária Alemanha Veículos, que oferece a linha Wolksvagen, os vendedores desdobram-se para dar conta de tantos pedidos. ?Já estamos experimentando aumento no número de carros vendidos desde junho, mas neste mês de agosto, em específico, o incremento foi muito maior: estimo que vendemos 50% a mais?, disse Alexandre Leão, operador da concessionária. Segundo ele, os modelos com motorização 1.0, que tiveram a maior redução de imposto, são os mais pedidos.

No caso da Alemanha Veículos, o aumento de vendas foi mais significativo por ter coincidido com o lançamento do Gol G6, nova geração do popular mais vendido do Brasil. ?Com isso, tivemos ainda mais procura. Os estoques de fábrica estão aquém da demanda, e carros que ainda serão produzidos daqui a alguns dias já estão vendidos?, complementou Leão.

Na Canadá Veículos, que trabalha com carros Chevrolet, o movimento também é grande. ?Com a queda no IPI, voltamos a crescer a índices comparáveis aos de 2009. Os quatro primeiros meses do ano não foram tão bons em termos de venda, mas quando o imposto foi anunciado, dia 23 de maio, já começamos a visualizar essa mudança?, disse o gerente Samuel Queiroz. Ele afirma que também vem lidando com o problema de falta de estoque de carros.

Ou seja, os consumidores que deixaram para comprar carro nos últimos dias da vigência da redução do imposto correm grande risco de não desfrutar dessa possibilidade. ?Muita gente está indo comprar, mas acabam, muitas vezes, não encontrando mais o modelo desejado, isso porque os estoques só vão normalizar após o fim da redução do IPI. Eu mesmo passei por isso: queria um modelo e acabei levando outro, porque fui informado da indisponibilidade do carro que eu queria?, disse o administrador Mário Pontes.

Fonte: Dowglas Lima, Jornal Meio Norte