Fortuna de Eike Batista mais que triplicou em 2008

Além de Eike Batista, os brasileiros Joseph e Moise Safra e Jorge Paulo Lemann aparecem na lista do Times

A fortuna do empresário Eike Batista, o mais rico do Brasil, mais que triplicou de 1,6 bilhão de libras (R$ 5,1 bilhões) no ano passado para 5,2 bilhões de libras (R$ 16,7 bilhões) em 2009, segundo a lista dos 100 mais ricos do mundo publicada pelo jornal britânico The Times. O dono do grupo EBX aparece em 63º lugar, duas posições abaixo do ranking da revista Forbes divulgado em março.

Além de Eike Batista, os brasileiros Joseph e Moise Safra e Jorge Paulo Lemann aparecem na lista do Times, na 66ª e 97ª posição, respectivamente. Os donos do Banco Safra viram sua renda total cair de 5,8 bilhões de libras (R$ 18,6 bilhões) para 4,8 bilhões de libras (R$ 15,4 bilhões) neste ano. Já o dirigente do gigante de bebidas InBev possui 3,7 bilhões de libras (R$ 11,8 bilhões), ante 2,5 bilhões de libras (R$ 8 bilhões) no ano passado.

O ranking do jornal britânico leva em consideração a riqueza da família, por isto, o primeiro lugar do Top 100 é dos Walton, que controlam a rede Wal-Mart. A família americana alcançou riquezas de 52,3 bilhões de libras (R$ 168 bilhões) em 2009, deixando bem para trás os irmãos Karl e Theo Albrecht, da rede alemã de supermercados Aldi, com 27,9 bilhões de libras.

Em terceiro lugar aparece o líder do ranking da Forbes, o americano Bill Gates, com fortuna de 27,7 bilhões de libras, logo à frente do megainvestidor e compatriota Warren Buffett, com 25,6 bilhões de libras. A quarta posição é do mexicano Carlos Slim, que soma 24,3 bilhões de libras, de acordo com o Times.

Os empresários indianos Mukesh e Anil Ambani, do ramo petroquímico, viram suas cifras caírem pela metade, de 43 bilhões de libras no ano passado para 20,5 bilhões neste ano, mas mesmo assim se mantiveram entre as dez famílias mais ricas do mundo, em sexto lugar. Os irmãos americanos Charles e David Koch aparecem logo atrás, com 19,4 bilhões de libras.

A família holandesa Brenninkmeyer, proprietária da rede de departamento C&A, somou 19 bilhões de libras e ficou com a oitava posição do ranking, seguida por Forrest e John Mars, do grupo americano de alimentação que leva o nome da família, com 18,7 bilhões de libras. O co-fundador e CEO da Oracle, Lawrence Ellison, fecha o Top 10 da lista com 15,6 bilhões de libras.

Fonte: Terra, www.terra.com.br