Frutas sofrem queda de preços

Outros produtos comercializados nos boxes e lojas da Ceapi também tiveram uma relativa queda nos preços.

Elas fazem parte da alimentação de muitos teresinenses e agora estão com o seu preço bem reduzido. A banana e a melancia são ótimas opções de compra e de junho a setembro estão em plena safra piauiense, portanto, no melhor período para quem quer comprar e abastecer as fruteiras de casa.

A proximidade de compra, o frete mais barato e a atração de consumidores de outros locais foram fatores que contribuíram significativamente com a queda desses preços. Segundo o engenheiro agrônomo da Ceapi, Thyago Lima, os fatores de distância e atração aumentaram a demanda e a lei de mercado foi cumprida. ?Pela lei, quanto maior a oferta do produto, menor é o preço. E isso foi o que aconteceu com o cento da banana, que está sendo comercializado por R$ 0,16 e a melancia, que passou de R$ 0,80 a R$ 0,50 o quilo?, explica.

Outros produtos comercializados nos boxes e lojas da Ceapi também tiveram uma relativa queda nos preços. O maracujá, importante fruta no cardápio dos teresinenses, está custando cerca de R$ 0,30 a caixa com 20kg, a goiaba, agora está custando R$ 0,32 a caixa de 27kg, o coco verde também sofreu baixas e está sendo vendido por R$ 0,70 a unidade. ?O maracujá e a goiaba são frutas que não são daqui, mas mesmo assim também registraram alteração nos preços?, destaca o agrônomo.

A queda nos preços também deixa animado os permissionários do setor. Para Francisco das Chagas, que gerencia o setor e a venda de melancias, a melhor safra da fruta fez com que suas vendas aumentassem em média 40%. ?Por enquanto constatamos um bom aumento, a tendência é que melhore cada vez mais?, ressalta Francisco.

Para os teresinenses, que não deixam faltar em sua mesa as principais frutas, a queda nos preços só veio somar. ?Na minha casa não pode faltar melancia, nem a banana. Elas são frutas básicas e com o preço bem em conta conseguimos comprar mais e gastar menos?, esclarece a dona de casa Maria do Rosário.

Fonte: Thauana Cavalcante