GM devolve parte dos empréstimos ao Canadá e EUA

O governo dos EUA detém uma participação de aproximadamente 60% na GM e de 10% na Chrysler

A General Motors anunciou o pagamento de US$ 1 bilhão ao Departamento de Tesouro dos EUA e de US$ 192 milhões ao governo do Canadá, reduzindo parcialmente sua dívida com ambos os países, que emprestaram dinheiro à montadora. O executivo-chefe e presidente do conselho da General Motors, Ed Whitacre, disse que a companhia pretende quitar o empréstimo de US$ 6,7 bilhões dos EUA até junho, "se não houver um desaquecimento na economia ou nos negócios."

O assessor da Casa Branca para o setor automobilístico, Ron Bloom, disse nesta quinta-feira (17) que a General Motors está terminando o ano numa posição levemente mais forte do que a prevista pelas autoridades e deve voltar ao mercado de ações no segundo semestre de 2010.

O governo dos EUA detém uma participação de aproximadamente 60% na GM e de 10% na Chrysler, depois de ter financiado a reestruturação das duas companhias ao longo de processos de concordata, e pretende vender esse controle acionário posteriormente para recuperar os investimentos nas duas montadoras.

Fonte: g1, www.g1.com.br