Google expande operações no Brasil e América Latina em 2011

Google expande operações no Brasil e América Latina em 2011

Faturamento da operação brasileira registrou crescimento de 85%.

Em janeiro, a subsidiária brasileira do Google expande sua atuação em três novos grupos voltados às áreas de mobilidade, publicidade em display e gestão de relacionamento com agências de publicidade, informou o diretor geral do Google América Latina, Alexandre Hohagen.

?A expectativa para 2011 é bastante positiva. Embora o próximo ano não tenha uma Copa do Mundo, será um ano bastante importante para consolidar a publicidade em display (banners)?, disse Hohagen na noite de quarta-feira (8), em encontro com jornalistas na sede do Google Brasil, em São Paulo.

A operação latino-americana da empresa também ganha duas novas subsidiárias até o fim do próximo ano. ?Teremos um escritório no Panamá para cuidar de América Central e outro em Porto Rico para a região do Caribe?, disse Hohagen.

No Brasil, a estratégia para o próximo ano é atrair anunciantes mais tradicionais que não viam com tanto entusiasmo a oferta de links patrocinados, destacou o executivo. Em 2010, segundo Hohagen, a operação brasileira já reduziu a dependência das campanhas atreladas a resultados de busca, que ainda compõem a principal fonte de receita do Google no país, dando espaço a anúncios em formatos de display.

O YouTube é um dos principais meios de atração de anunciantes mais conservadores na internet. No final de novembro, o Google Brasil realizou o primeiro show transmitido ao vivo pelo canal YouTube Live que atraiu 1,8 milhão de visitantes on-line e superou audiências das versões americanas, informou a empresa.

Embora 98% da receita do Google Brasil tenha sido gerada com publicidade, o mercado corporativo ? fonte dos 2% restantes do faturamento ? também é prioridade para a empresa, em projetos de computação na nuvem, destacou Hohagen.

Crescimento de 85%

Em 2010, o faturamento da operação brasileira do Google ? que não divulga valores absolutos ? registrou um crescimento de 85% na comparação com 2009, quando apresentou o mesmo índice de avanço na comparação com 2008, informa Hohagen. O executivo pondera que não tem a mesma meta de crescimento para 2011, mas acredita que, na prática, a subsidiária ? hoje com 250 funcionários ? deve apresentar o mesmo nível de avanço dos últimos dois anos.

Hohagen também informou que já tem um candidato favorito para assumir o Google Brasil e espera anunciá-lo em janeiro. O executivo acumula o comando da operação brasileira desde meados de setembro, quando Alex Dias, deixou o comando da subsidiária para assumir a liderança do grupo Anhanguera Educacional.

Novo celular do Google

A área de mobilidade também é outra frente de trabalho da empresa, com a criação de um grupo voltado a campanhas publicitárias por meio da plataforma AdMob.

?Este ano foi muito importante para o Android (sistema operacional do Google para dispositivos móveis) no Brasil?, comentou o executivo já exibindo o novo celular do Google, o Nexus S, no evento. Segundo ele, o aparelho fabricado pela Samsung começa a ser vendido no Brasil no primeiro trimestre de 2011.

Fonte: g1, www.g1.com.br