Google vai vender celular diretamente aos clientes

Empresa vai lançar smartphone e ignorar as operadoras de celular

 O Google deve lançar no começo do ano que vem (talvez já em janeiro) o seu próprio aparelho de celular, entrando de vez na concorrência com a Apple, fabricante do iPhone, e a RIM, dona do BlackBerry.

E a empresa de buscas deve ignorar as operadoras de celular e vender o aparelho diretamente aos consumidores – ou seja, será preciso contratar o plano separadamente, afirma o jornal norte-americano The Wall Street Journal. Em seu blog oficial, o Google informou no fim de semana alguns funcionários já estão testando um "um novo aparelho móvel" que usa o sistema operacional Android, plataforma para celulares criada por um grupo de companhias liderado pela empresa de buscas.

No texto o Google não diz quem vai fabricar o aparelho, mas o WSJ diz que a HTC será responsável pela produção. Já surgem na internet, em sites famosos na área como o Engadget e Techcrunch, supostas imagens do aparelho, que se chamaria Nexus One. O celular deve ter tela sensível ao toque, como o iPhone.

Os rumores sobre o lançamento de um celular do Google existem há anos. Em 2008 chegaram ao mercado os primeiros celulares com a plataforma Android, que ganhou muita atenção neste ano, na medida em que as fabricantes de celulares buscam formas de superar o iPhone. Mas os aparelhos são vendidos pelas marcas fabricantes, como HTC e Motorola, e apenas com o sistema operacional do Google.

Analistas dizem que o objetivo do Google agora é ganhar acesso a informações importantes sobre os usuários, o que contribui para o principal produto da empresa, o sistema de buscas, e não tanto ganhar dinheiro com a venda dos aparelhos, como fazem as fabricantes de celular.

Fonte: R7, www.r7.com