Inadimplência cresce nos 3 primeiros meses do ano

Mesmo com esse aumento desde o dia 1º de abril já se registra uma tendência do consumidor para regularizar sua situação.

Como já era esperado por muitos lojistas, a inadimplência do Piauí cresceu nos três primeiros meses do ano. É justamente nos primeiros meses de 2010, passada a euforia das compras do final de ano e com a chegada de despesas como material escolar, IPTU, IPVA que as contas se acumulam e o consumidor acaba não tendo como pagar tantas despesas. Por conta disso, é justamente nos meses de janeiro, fevereiro e março que muitas pessoas passam a integrar a lista dos devedores no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC).

De acordo com Luís Antônio Veloso, vice-presidente do Sindicado dos Lojistas do Comércio de Teresina (Sindilojas), esse aumento de pessoas com o nome sujo é uma tendência dos primeiros meses do ano, mas já em abril foi observado um restabelecimento do crédito. ?Em comparação a abril de 2009, este mês obteve um maior número de inadimplentes, cerca de 10,8% a mais de devedores constando no cadastro do SPC, mas isso é normal, tendo em vista que o volume de vendas aumentou em relação ao ano anterior?, explica.

Mesmo com esse aumento, o certo é que, desde o dia 1º de abril já se registra uma tendência do consumidor a procurar as lojas onde têm débitos em atraso para regularizar sua situação. De acordo com o Sindilojas, 50% das pessoas que estavam com o nome sujo em março já quitaram suas dívidas e recuperaram o crédito no mercado. ?Isso é normal, é justamente nesses mês que as pessoas que estavam sufocadas com suas contas começam a se recuperar e tendem a quitar seus débitos?, afirma Luís Antônio Veloso.

Os índices de inadimplência atuais não chegam a preocupar os lojistas que continuam animados com a boa conjuntura econômica de 2010, revelando um mercado aquecido, com expectativas positivas para a geração de empregos e evolução na renda. Fatores que em si já contribuem para a queda na inadimplência.

Fonte: Mar­ci­la­ny Rod­ri­gues