Inflação oficial é a menor desde setembro de 2007

Com o resultado, o indicador acumulou alta de 1,23% no primeiro trimestre do ano

O final da temporada de reajuste de mensalidades escolares levou a inflação calculada pelo Índice de Nacional de Preços ao Consumidor ? Amplo (IPCA) a desacelerar para 0,20% no mês passado, ante variação de 0,55% em fevereiro, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (8) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A taxa é a menor desde setembro de 2007, quando ficou em 0,18%..

Com o resultado, o indicador acumulou alta de 1,23% no primeiro trimestre do ano. Em 12 meses, a alta acumulada é a de 5,61%, abaixo da taxa dos doze meses imediatamente anteriores, de 5,90%.

Segundo o IBGE, o grupo educação foi o principal responsável pela desaceleração do IPCA, com a taxa do grupo passando de 4,77% para -0,37%, já que os efeitos da alta verificados no início do ano foram absorvidos no índice de fevereiro.

Os grupos transportes, saúde e comunicação também contribuíram para a menor variação do IPCA. Transportes teve deflação de 0,07%, ante taxa de 0,24% no mês anterior. A variação de saúde passou de 0,46% para 0,37% entre fevereiro e março, enquanto a taxa de comunicação recuou de 0,15% para 0,05%.

Dentre os demais grupos de produtos e serviços, apenas artigos de residência (de 0,28% para 0,48%) e vestuário (de -0,24% para 0,70%) mostraram alta significativa de um mês para o outro. Alimentação e bebidas (0,30%), habitação (0,25%) e despesas pessoais (0,35%) apresentaram resultados próximos.

O maior impacto individual no mês ficou com o item frutas, cujos preços ficaram 5,89% mais caros.

Em março, INPC fica em 0,20%

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que mede a inflação para famílias de baixa renda, que ganham de um a seis salários mínimos, também ficou em 0,20%, abaixo do resultado de 0,31% de fevereiro.

Fonte: g1, www.g1.com.br