Inflação pelo IGP-10 fecha ano com alta

O recuo na base mensal foi puxado pelos preços por atacado

A inflação calculada pelo Índice Geral de Preços - 10 (IGP-10) encerrou o ano de 2008 com taxa de 10,27%, segundo dados divulgados nesta terça-feira (16) pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Em 2007, o indicador teve alta de 7,38%.

Em dezembro, o IGP-10 teve alta de 0,03%, em forte desaceleração frente ao mês anterior, quando ficou em 0,73%.

O recuo na base mensal foi puxado pelos preços por atacado, que caíram, em média, 0,22% em dezembro, ante variação positiva de 0,81% no mês anterior. No corte por origem, os produtos industriais ficaram 0,22% mais baratos, após subirem 1,41% em novembro. Já a deflação dos produtos agropecuários perdeu força, passando de 0,85% para 0,21%.

Com a taxa de dezembro, o Índice de Preços por Atacado (IPA) encerrou 2008 com alta de 11,49%.

Consumidor e construção

Para o consumidor, a inflação ganhou força em dezembro, com alta de 0,62%, ante 0,49% em novembro, com destaque para habitação, cuja taxa passou de0,37% para 0,57%.

Contribuíram também para a aceleração do indicador os grupos alimentação (de 0,91% para 1,00%), transportes (de 0,12% para 0,31%), despesas diversas (de -0,15% para 0,22%), saúde e cuidados pessoais (de 0,41% para 0,59%) e educação, leitura e Recreação (0,29% para 0,41%).Apenas o grupo vestuário (de 0,91% para 0,37%) apresentou decréscimo em sua taxa de variação.

No ano, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) acumulou alta de 6,05%.

Terceiro componente do IGP-10, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) registrou, em dezembro, taxa de variação de 0,33%, abaixo do resultado do mês anterior, de 0,74%. No ano, a alta acumulada ficou em 12,28%.

Fonte: g1, www.g1.com.br