Imposto de Renda vira uma isca para golpes na web; veja como se proteger

De acordo com a companhia, tanto os consumidores quanto os empresários de pequeno e médio porte são potenciais alvos de hackers.

Por conta da crescente ocorrência de golpes digitais durante os períodos de entrega do imposto de renda é preciso que os contribuintes redobrem a atenção. Segundo a especialista em proteção de sistemas, redes e dispositivos móveis McAfee alguns cuidados podem garantir mais segurança neste processo.

De acordo com a companhia, tanto os consumidores quanto os empresários de pequeno e médio porte são potenciais alvos de hackers. O primeiro alerta e caso de golpe mais comum é o phishing, que ocorre quando a vítima recebe um e-mail falso da Receita Federal ou algum órgão tido como oficial com a solicitação de informações pessoais ou informando que a declaração foi retida. A Receita nunca se comunica com os contribuintes por e-mail, por isso é importante nunca responder essas mensagens, clicar em links relacionados ou baixar arquivos destes e-mails.

Um segundo alerta diz respeito a golpistas que se passam por agentes da Receita e que entram em contato por telefone ou pela internet. Eles já têm detalhes sobre os contribuintes, provavelmente extraídos do Facebook, e usam essas informações para convencê-los de que se trata de um procedimento oficial.

IRPF: Receita começa a pagar restituições em 16 de junho​

Receita abre na terça consulta a lote da malha fina do IR

Além disso, a fraude pode estar também no contador contratado pelo cidadão para realizar a declaração. A indicação é que se escolha um profissional com referências. Na interpretação da empresa, a atenção com a proteção de dados pessoais deve ser constante no ambiente digital: dados como números de instituições financeiras, registros de investimentos e números de previdência social devem estar protegidos e não devem ser compartilhados.

Assim, papéis devem ser descartados dando espaço aos extratos eletrônicos de instituições e sites idôneos para eliminar a papelada que vem por correio, onde ladrões podem pegá-la. O monitoramento desses documentos também é essencial para que o contribuinte conheça detalhes dos seus rendimentos. Por fim, a McAfee aponta que é importante se certificar de que o computador que você utiliza não esteja infectado ou comprometido. O sistema operacional e o navegador devem estar atualizados, assim como o software de segurança.

Fonte: Terra