Itália, Espanha e mais três veem notas serem rebaixadas de novo

Apesar dos rebaixamentos, todos os países permanecem enquadrados na categoria de "pouco risco".

A agência de qualificação de risco Fitch Ratings anunciou nesta sexta-feira o rebaixamento das "notas" atribuídas a cinco países europeus: Bélgica, Chipre, Itália, Eslovênia e Espanha.


Itália, Espanha e mais três veem notas serem rebaixadas de novo

O "rating" dos títulos soberanos da Bélgica foi reduzido de "AA+" para "AA"; do Chipre, de "BBB" para "BBB-"; da Itália, para "A-", da Espanha, para "A", mesma "nota" atríbuida à Eslovênia. Somente a Irlanda foi mantida em "BBB+", porém, com maiores chances de rebaixamento na próxima revisão periódica.

Pela escala da Fitch, o "rating" do Brasil é "BBB", enquanto a "nota" do Japão está no patamar "AA", ambos abaixo do "AAA" (o melhor possível) fixado para os títulos do Reino Unido.

A perspectiva dos seis "ratings" foi ajustada para "negativa", isto é, a Fitch avalia que as probabilidades são maiores de que ocorra numa nova redução dessas "notas" na próxima revisão periódica.

GRAU DE INVESTIMENTO

Apesar dos rebaixamentos, todos esses países permanecem enquadrados na categoria de "grau de investimento", reservado para países (e empresas) de menor risco financeiro.

No relatório divulgado hoje, a equipe de analistas da Fitch justifica as alterações levando em conta fatores "sistêmicos" e "específicos de cada país", citando "significativos desequilíbrios econômicos e financeiros".

Antes da Fitch, a agência Standard & Poor"s já havia alterado os chamados "ratings" dos países que fazem parte da zona do euro. Dos 17 países que compõem o bloco, nove tiveram suas "notas" rebaixadas, com destaque para algumas das maiores economias da região.

Fonte: Folha.com