Lâmpada incandescente de 60W não podem mais ser vendida no Brasil

Multas para quem descumprir regra variam de R$ 100 a R$ 1,5 milhão

As lâmpadas incandescentes com potência de 60W vão sair de circulação no Brasil e fica proibido produzir, importar e vender este tipo de lâmpada. As multas para quem descumprir a regra variam de R$ 100 a R$ 1,5 milhão, segundo o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).


Image title

O motivo da retirada do produto do mercado é sua baixa eficiência energética, já que consome muita energia para iluminar pouco. O maior obstáculo para a troca por tecnologias mais eficientes, como as lâmpadas fluorescentes compactas ou as de LED, ainda é o preço.

O fim do consumo de lâmpadas incandescentes nas casas brasileiras pode gerar uma economia de 4% de toda a energia elétrica usada para abastecer residências. A previsão do Inmetro é que, com a saída das lâmpadas de 60W do mercado, e o início da produção em larga escala de lâmpadas fluorescentes e de LED, a tendência é que os preços caiam.


Para as famílias que não têm condições de trocar todas as lâmpadas incandescentes de uma só vez, temos uma dica: trocar aos poucos, de acordo com o orçamento familiar, a começar pelo cômodo da casa que fica mais tempo aceso.

Fonte: Com informações do OPovo