Lojistas apostam nas liquidações para aumentar vendas no comércio de Teresina

As liquidações variam de 20% a 80%, alguns estabelecimentos estão cobrindo a oferta da concorrência para não perder o cliente

As lojas do centro comercial de Teresina estão apostando alto no aumento das vendas neste mês, após os negócios de fim de ano não superarem as expectativas.

Por isso, os "Saldões" são a estratégia para aumentar as vendas e renovar o estoque em 2015. As liquidações variam de 20% a 80%, alguns estabelecimentos estão cobrindo a oferta da concorrência para não perder o cliente.

Para muitos lojistas o Natal de 2014 foi o pior dos últimos sete anos, vários produtos ficaram no estoque e os clientes não apareceram. Para o gerente Leonardo Viana, o alto valor dos impostos e as reduções nas despesas do Governo fizeram com que os preços não ficassem tão atrativos para os clientes. Para não ficar no prejuízo, a loja irá dar descontos de até 70% .

"Quando chega janeiro sempre fazemos essas promoções, a ordem é não perder a venda. São descontos de 20 a 70%, com desconto à vista, dividido no cartão, estamos fazendo de tudo para fazer com que o cliente saia com a mercadoria. Agora, a expectativa é renovar todo o nosso estoque.", afirma.

Para chamar a atenção dos consumidores, os estabelecimentos também apostaram nos comerciais e propagandas tanto na rádio, TV com letreiros informando os valores dos descontos.

Uma grande rede de eletroeletrônicos promoveu uma mega liquidação de aparelhos, para isso investiu pesado na divulgação. A aposta deu certo, a sexta-feira (09) mal tinha começado e uma fila de clientes se formou na porta da loja, foi preciso paciência para poder sair com o produto.

Segundo o gerente Danilo Alesxandro, a loja em que trabalha é a pioneira nas liquidações de janeiro, o que já se tornou tradição. Para atender a todas as pessoas sem tumulto foi necessário montar um esquema de segurança com filas e atendimento rápido.

"Nós já temos mais de 26 anos de mercado, somos pioneiros nesse tipo na liquidação fantástica. Nós abrimos às 06 da manhã e seguimos até às 14 horas.

Temos mais de 24 mil colaboradores diretos e mais de 36 milhões clientes em todo o país. Montamos uma estratégia de queima de mostruários e pelo que estamos vendo vamos atingir a nossa meta", revela.

Como as promoções de janeiro são mais atrativos para os consumidores, muitos deles deixam de comprar no fim do ano para economizar no mês seguinte, é o que afirma o gerente do departamento de roupas, João Neto.

Segundo ele, os clientes preferem esperar mais um pouco para poder comprar mais, percebendo isso, a empresa que trabalha preparou uma semana de descontos em todas as peças de roupas que começa hoje.

Material escolar - Com a proximidade do início das aulas, os varejistas não perderam tempo e incluíram os produtos escolares nas liquidações deste mês na capital.

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Djalma Batista e Rhauan Macedo