Mais de 90 vagas de emprego estão disponíveis em Teresina

Através deste projeto, elas podem desenvolver suas habilidades

A Ação Social Arquidiocesana (ASA) de Teresina, através do projeto Levanta-te e Vem para o Meio, está disponibilizando mais de 90 oportunidades de empregos nas áreas de Operador de Telemarketing e Assistente Administrativo, voltados para pessoas com deficiência que tenham Ensino Médio completo.

A instituição, que é conveniada à Prefeitura de Teresina, através da Secretaria Municipal do Trabalho, Cidadania e de Assistência Social (SEMTCAS), oferta ainda diversos cursos inteiramente gratuitos também para pessoas com deficiência.

O projeto Levanta-te e Vem para o Meio, que visa à inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho e que desenvolve os programas de capacitação e inclusão social, existe desde 2010, e nesse período já incluiu mais de 400 pessoas com deficiência no mercado de trabalho, além capacitar outras 1.000 através de cursos que são ofertados gratuitamente na instituição.

"É uma preocupação que temos em promover a reabilitação, capacitação e, acima de tudo, a inclusão da pessoa com deficiência no mercado de trabalho.

Através deste projeto, elas podem desenvolver suas habilidades e competências, independente das barreiras que enfrentarem", esclarece a assistente social da ASA, Maria dos Milagres.

Quem deseja participar do processo seletivo para as vagas de empregos deve levar o currículo, além dos documentos pessoais e um laudo médico, até o Edifício Paulo VI, na Av. Frei Serafim, 3200, no horário de 8h às 13h. A seleção dos candidatos será feita por profissionais da própria ASA, que em seguida realizarão o encaminhamento para a empresa.

Atualmente, além das vagas disponíveis para a atuação no campo profissional, a instituição também está ofertando cursos gratuitos na área de montagem e manutenção de computadores, manicure, pedicure, informática básica, cabeleireiro, recepcionista, e outros.

Após participarem dos cursos, os alunos são avaliados e ficam à disposição das empresas que são parceiras na inclusão das pessoas com deficiência no mercado de trabalho.

Dessa forma, os cursos são uma possibilidade de aumentar a autoestima e também uma oportunidade de mudarem sua realidade profissional.

Fonte: Jornal Meio Norte