Nissan Sentra 2014 é totalmente modificado e custa a partir de R$ 60.990

Criou a partir de uma linha consagrada um novo sedã com mais conforto, design e desempenho



A montadora japonesa resolveu ousar. Criou a partir de uma linha consagrada um novo sedã com mais conforto, design e desempenho, e entrou na briga direta, e agora justa, com seus concorrentes mais próximos.

O novo Sentra um objeto de desejo para que goste desse tipo de carro. Foi feito um teste de cidade/estrada menos convencional e utilizando os dois combustíveis que o motor aceita: etanol e gasolina.



O Novo Sentra traz o motor MR20DE (variação do MR18DE utilizado na família Tiida e Livina), de 2 litros, quatro cilindros e 16 válvulas, desenvolvendo 140 cavalos de potência a 5.100 rpm e entregando torque de 20 kgfm a 4.800 rpm. Ele recebeu alterações na calibração do sistema de injeção para aprimorar os desempenhos dinâmico e de consumo. Em conjunto com o câmbio XTRONIC CVT® de última geração, ele leva a outro patamar de eficiência em consumo e funcionamento suave. Mas existe uma enorme distância de consumo em comparação com os dois combustíveis. Abastecido com gasolina, o carro faz cerca de 10 a 12 km/l na estrada, já com etanol não passa dos 7 km/l, nas mesmas condições, diminuindo a autonomia que, com o combustível fóssil é excelente.



Isso não muda em nada o desempenho nem o conforto que o modelo oferece ao motorista e passageiros. O interior foi completamente renovado, com acabamento primoroso e estilo moderno. Por dentro, o Novo Sentra ficou maior, permite a passageiros altos, com mais de 1,80, por exemplo, acomodar-se com muito conforto, sem encostar os joelhos nos bancos dianteiros. Para o motorista, ajuste de altura do assento e da coluna da direção, que ainda pode ser regulada na profundidade, bancos de couro, ar-condicionado digital de duas zonas, retrovisores externos com regulagem elétrica, vidros dianteiros e traseiros elétricos, e computador de bordo com consumo médio, tempo de viagem, velocidade média, autonomia, temperatura externa e aviso de abertura das portas. A versão ainda teto solar com controle elétrico e sistema anti-esmagamento, retrovisor interno eletrocrômico e controlador automático de velocidade de cruzeiro.



Esses itens realmente trazem a quem dirige uma grande tranqüilidade e segurança, principalmente no uso da chave presencial I-Key. Disponível desde a versão de entrada dispensa a chave convencional para abrir as portas e dar a partida no motor. Basta mantê-la no bolso ou bolsa, aproximar-se das maçanetas ou do volante e apertar levemente os botões. É um item de segurança importante nos dias de hoje, principalmente nas grandes cidades.



Testamos o carro na cidade de São Paulo e notamos a excelente condição de conforto em situações de tráfego pesado. A direção com assistência elétrica deixa as manobras, especialmente as de estacionamento, muito mais leves. Uma nova central eletrônica gerencia o esforço demandado para deixar a direção mais firme em relação à velocidade, quanto maior, mais ela endurece. Já na estrada, o modelo se comporta realmente com um carro grande, é rápido nas retomadas de velocidade em ultrapassagens e dócil quando em velocidade cruzeiro.



A posição do motorista possibilita uma enorme visão do entorno, garantindo segurança em todas as direções que se necessita olhar. Outro fato importante é de sempre manter as mãos ao volante. O modelo traz os comandos do sistema de áudio e outros recursos como faróis, limpadores de pára-brisa, controle de velocidade cruzeiro próximos das mãos e quem, em várias situações nem necessita se tirar os olhos da estrada para uma operação dessas.

A segurança também foi aperfeiçoada no modelo. Os freios ABS de quatro canais e quatro sensores com controle eletrônico de distribuição de força (EBD), com discos ventilados dianteiros e discos sólidos traseiros, garante ótimo controle do carro mesmo em situações de freadas bruscas. Ele traz ainda acendimento automático dos faróis (sensor crepuscular), airbags laterais e de cortina (6 no total) e sensor de estacionamento que atua em conjunto com a câmera de ré. Para os passageiros do banco traseiro, o Novo Sentra traz o terceiro apoio de cabeça e três cintos de segurança de três pontos.



Outro ponto muito positivo no carro, e que foi comprovado pelo PORTAL MOTORCAR, são os recursos de conexão. O sistema Bluetooth com comandos no volante faz com que o telefone celular interaja com o sistema de som do veículo, minimizando a distração por manter as mãos livres para dirigir. O sistema sincroniza agenda telefônica e músicas por meio da tela de 5.3? no painel, que reúne também as informações do sistema de áudio e do sistema de navegação. Com comandos e voz em português, o GPS é o mesmo sistema usado pela Nissan em modelos do mercado norte americano.

O tiozão virou jovem, o Novo Sentra ficou moderno, atraente e muito eficiente, com preços que variam entre R$ 60.990 a R$ 71.990 e a garantia de três anos de fábrica sem limite de quilometragem, e dos dois anos de uso do programa de assistência 24 horas, tem tudo para ser o carro da família brasileira, com cara japonesa.

Fonte: Portal Motocar