Oficiais ou piratas: veja os produtos da Copa à venda em Joanesburgo

Oficiais ou piratas: veja os produtos da Copa à venda em Joanesburgo

Lojas em shopping perto do Estádio Soccer City oferecem de tudo ao torcedor que quer ficar na moda para o Mundial

A Copa do Mundo invadiu as vitrines da África do Sul. Um passeio em qualquer shopping do país é quase uma volta pelos 32 países que estarão em campo a partir de 11 de junho. Entre produtos oficiais e piratas, as lojas oferecem de brinquedos a roupas com as cores e os símbolos da Fifa e das seleções. O GLOBOESPORTE.COM selecionou algumas dicas de compras para quem quiser entrar no clima do Mundial em Joanesburgo.

O shopping escolhido foi o Southgate, frequentado por todas as classes sociais e localizado perto de Soweto e do estádio Soccer City. Logo na entrada, o mascote Zakumi e um campinho de futebol recebem os clientes. A decoração é feita com as bandeiras dos países da Copa e as vitrines ajudam a colorir ainda mais o ambiente como um estádio.

Na loja Edgar"s o torcedor encontra produtos oficiais da Fifa. Um boneco de Zakumi no tamanho médio é vendido por 149,95 rands (R$ 35). A bola Jabulani, que será usada nos jogos da Copa, sai por 199,95 rands (R$ 47). Uma mochila do Mundial tem o preço de 169,95 rands (R$ 40), enquanto os bonés custam 159,95 rands (R$ 37). As camisas com estampas do Mundial variam de 89,95 (R$ 21) a 199,95 rands (R$ 47).

GALERIA DE FOTOS: imagens dos produtos da Copa à venda em Joanesbugo

Na sequência do corredor, a loja popular Jél-Mart aposta em roupas com as cores e nomes dos principais países classificados, como o Brasil. Mas com produtos sem o selo da Fifa ou das confederações. Um sapato feminino enfeitado com as bandeiras do Brasil sai por 99,99 rands (R$ 23,4) Os casacos com os nomes das seleções são oferecidos, em promoção, por 129,99 rands (R$ 30,5).

Especializada em esportes, a The Cross Trainer só trabalha com peças oficiais. Portanto, os preços sobem. As camisas de seleções patrocinadas por Nike (Brasil, Portugal e Holanda) e Adidas (Alemanha, Nigéria e Argentina) são vendidas a 699,95 rands (R$ 165). Já as da Puma (Itália, Gana e Costa do Marfim) custam 499,95 rands (R$ 117). O uniforme de jogo da África do Sul (também Adidas) sai por 599,95 rands (R$ 140), mas há uma versão mais barata para os torcedores: 199 rands (R$ 46,7).

A loja também tem uma máquina para gravar nomes e números nas camisas. Segundo os vendedores, a mais procurada é a dos Bafana Bafana. Cada letra custa 5 rands (R$ 1,1) e cada número é colocado por 20 rands (R$ 4,7).

Mesmo sem patrocinar o Brasil, a Adidas tem produtos com as cores da seleção e o nome do país. Como uma bola, que é vendida na The Cross Trainer por 179,95 rands (R$ 42), e um casaco, que sai por 799,95 rands (R$ 187,7) na mesma loja.

No segundo andar do shopping, a Markham aposta em produtos sem símbolos oficiais das seleções ou da Fifa. A preferência da loja é pela equipe de Carlos Alberto Parreira, que inspirou uma coleção de roupas com o nome Bafana Bafana. O casaco está à venda por 450 rands (R$ 105) , uma camisa de malha por 299 rands (R$ 70) e o boné sai por 99 rands (R$ 23).

O supermercado Checkers também tem produtos oficiais do Mundial. Lá, o Zakumi pequeno custa 79,99 rands (R$ 18,7) , e o médio é mais caro do que na Edgar"s: 179,99 rands (R$ 42,2) . A famosa vuvuzela é vendida por 19,99 rands (R$ 4,7). Outra opção para os torcedores é a livraria CNA, que conta com figurinhas, cards, revistas, livros, pulseiras, canecas, bandeiras, canetas e até carteiras da Copa do Mundo.

Fonte: g1, www.g1.com.br