Passagens aéreas ficaram mais baratas

No Piauí a tendência se confirma com o aquecimento nas vendas de pacotes aéreos

O preço médio da passagem aérea fechou 2009 com seu menor nível em oito anos, com um recuo de quase 30% sobre o ano passado, as informações são da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

De acordo com um relatório divulgado recentemente pela Anac, o yield (preço pago por quilômetro voado) médio do ano passado foi de R$ 0,47682 - o que significa uma queda real (já descontada a inflação) de 27,6% sobre os R$ 0,65855 de 2008. A diretora presidente da Anac, Solange Vieira , destacou através de comunicado que ao contrário de outros países, que foram afetados pela crise, o Brasil teve um ano excelente ,com aumento de 17,7% na demanda por voos domésticos e queda de quase 28% nos preços das passagens. ?A participação crescente das companhias aéreas de menor porte no mercado brasileiro levou a tarifas mais baixas e isso motivou as pessoas usarem o avião como meio de transporte?, afirmou.

Aqui no Piauí, a tendência se confirma e a consultora de viagens Ivonete Santos afirma que as facilidades de parcelamento e os melhores preços foram atrativos para que o piauiense se motivasse a viajar. ?Registramos um bom ano para o setor e acredito que todas as agências de turismo tiveram um bom movimento por conta também desse preço atrativo das passagens aéreas?, afirma a profissional. Os dados divulgados pela Anac também se confirmam se observarmos o crescimento do movimento de passageiros no Aeroporto Petrônio Portela em Teresina que teve um bom desempenho em 2009 e registrou o terceiro maior crescimento (19,6%) no comparativo com as outras capitais do nordeste. A intenção do Governo do Estado é fazer com que esse aquecimento se consolide ainda mais através do projeto de ampliação das instalações do aeroporto na capital.

Além do menor yield médio, 2009 ainda apresentou o menor preço médio de tarifa dos últimos oito anos, atingindo R$ 321,28 - queda de 27,8% sobre o ano anterior. Para calcular o yield médio, foram considerados origem e destino do bilhete aéreo, independente das escalas e conexões, em 67 ligações domésticas entre capitais e cidades de médio porte. (M.R)

Fonte: Mar­ci­la­ny Rod­ri­gues