Pesquisa realizada pelo Jornal Meio Norte garante economia em cesta básica

Pesquisa realizada pelo Jornal Meio Norte garante economia em cesta básica

É fato que o levantamento de preços ajuda o consumidor a reduzir os gastos com alimentação

A pesquisa de preços realizada nos principais supermercados da capital continua, e a população já utiliza o levantamento como comparativo na hora de fazer as compras. Para muitos, a iniciativa é mais uma forma de buscar e garantir a economia, além de fazer render os proventos da famílias destinados para a alimentação.

Esta semana, temos como o supermercado mais vantajoso para as compras o Extra, com total de R$ 324,80. A redução no preço das frutas e verduras foi um dos pontos positivos para que o estabelecimento conquistassem posições diferenciadas em relação aos demais.

A pesquisa tem influenciado na política de preço dos estabelecimentos pesquisados e quem se beneficia com isso, felizmente, é o consumidor. Uma diferença sutil de preços fez com que o Hiper Bompreço ficasse em segundo lugar entre os estabelecimentos mais vantajosos com um total de R$ 345,36.

Em terceiro lugar ficou o supermercado Pão de Açúcar com total de R$ 349,75. Já o supermercado que alcançou a marca de mais caro para o bolso do consumidor essa semana foi o Comercial Carvalho, que teve um total de R$ 353,10. A diferença entre o maior preço e o menor preço nos supermercados ficou de R$ 28,03.

ATACADOS - Na pesquisa de preço realizada esta semana nos maiores atacados de Teresina, foi constatado que produtos básicos como sardinha, açúcar, água mineral em copo e azeitona estavam em falta em alguns estabelecimentos. O Maxxi, por exemplo, tinha realizado uma promoção no final de semana anterior, zerando todo o seu estoque de açúcar. Ou seja, torna-se mais vantajoso para o cliente ir às compras aos sábados e domigos, devido às ofertas..

Na corrida pelo menor preço, o Makro saiu na frente, com R$ 99,34, lembrando que a soma é realizada apenas com os produtos encontrados nos quatro supermercados. O Atacadão Carrefour assumiu a segunda colocação, com R$ 99,61, deixando o Maxxi em terceiro lugar, com R$ 101,90. O Carvalho Mercadão continua como um dos mais caros, somando R$ 106,62. A diferença entre o mais caro e o mais barato é de R$ 7,28.

O consumidor deve ficar sempre atento aos preços, pois em alguns supermercados o valor do papel higiênico, por exemplo, estava confuso. Como o fabricante fornece itens promocionais, os supermercados não disponibilizam na gôndola o valor do produto, obrigando o cliente a recorrer aos funcionários perdendo mais tempo.













Fonte: MARCILANY RODRIGUES E GISELE ALVES