Petrobras anuncia descoberta de petróleo em Angola

Petrobras é a operadora do bloco, com participação de 30%

A Petrobras informou nesta terça-feira (17) uma nova descoberta de petróleo em Angola, em conjunto com a estatal petrolífera local, Sonangol. O novo campo de petróleo está 1.500 metros abaixo do leito oceânico, no bloco 18/06, a 200 quilômetros da cidade de Luanda. Segundo as empresas, o poço produziu petróleo de excelente qualidade. Em operações de teste, foram verificadas altas vazões e "excelente índice de produtividade", diz o comunicado.

A Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (Sonangol) é a concessionária do Bloco 18/06. A Petrobras é operadora do bloco, com participação de 30%; Sonangol Sinopec International Limited (SSI), 40%; Sonangol P&P, 20%. Geminas, 5%; e Falcon Oil, 5%. A concessionária do bloco é a Sonangol. A Petrobras é a operadora, com participação de 30%. A Sonangol Sinopec International Limited tem 40%, a Sonangol P&P tem 20%, a Germinas 5% e a Falcon Oil os 5% restantes.

Na semana passada, um consórcio liderado pela Eni Angola e com participação da Petrobras já havia informado ter descoberto petróleo em águas profundas angolanas. A descoberta ocorreu no Bloco 15/06, depois da perfuração do poço Cabaça Norte-1, a 350 quilômetros ao norte de Luanda.

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, disse que a Petrobras está interessada em desenvolver a exploração de petróleo em águas ultra profundas de Angola, na chamada camada pré-sal. Angola tem uma formação rochosa subaquática similar à do Brasil, que em 2007 descobriu uma reserva de cerca de 8 bilhões de barris de petróleo no pré-sal do campo de Tupi.

Fonte: g1, www.g1.com.br