PI recebe R$ 1,6 bilhão de investimentos em eólicas

O valor é parte do pacote da Chesf e empresas parceiras que alcança R$ 5,2 bilhões colocados na Região Nordeste

Com R$ 1,6 bilhão previstos de investimentos, o Piauí deverá contar com dois complexos que, juntos, produzirão 390MW de energia elétrica, em parcerias com as empresas Contour Global e Casa dos Ventos. ?Ventos Santa Joana? terá sete parques e ?Ventos de Santo Augusto?, seis parques, a serem entregues em 2015 e 2016, respectivamente.

Esse montante faz parte do pacote de R$ 5,2 bilhões que a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) está aplicando na Região Nordeste, fazendo da Empresa uma das principais empreendedoras de geração eólica do País.

Bahia: Casa Nova

Além do Piauí, já está em operação, no estado da Bahia, a Eólica Sento Sé, obra realizada em parceria com a Brennand Energia, com capacidade instalada de 90MW, atingindo 150MW quando for concluída até o final de 2016. No mesmo estado, será construído o Complexo de Pindaí, em parceria com a Sequóia Energia, com 11 parques e capacidade de 164MW. E, no município baiano de Casa Nova está o maior investimento corporativo da Companhia, de R$ 930 milhões, com previsão de operação para 2015.

?Casa Nova é composto por três parques, com capacidade instalada de 180MW, 28MW e 26MW, somando 234MW. Será um dos maiores empreendimentos de geração de energia eólica do País?, disse o presidente da Chesf, Antônio Varejão.

Ele acrescentou que Casa Nova é um investimento corporativo, ou seja, sem formação de Sociedade de Propósito Específico (SPE), como nos outros em que atua com parceiros privados. Em todas, as parcerias, a Chesf entra com participação de 49%, e a energia gerada pelas três subestações (Casa Nova I, II e III) será o suficiente para abastecer uma população de, aproximadamente, 1,6 milhão de habitantes.

Pernambuco

No caso de Pernambuco, a oportunidade está no município de Garanhuns, onde serão operacionalizados um conjunto de quatro parques com capacidade instalada de 120 MW, denominado Serra das Vacas. O valor despejado foi de R$ 480 milhões, em parceria com a PEC Energia, e o empreendimento também está previsto para 2015.

Já no Rio Grande do Norte, na Serra do Mel, a Chesf investe um total de R$ 450 milhões, em parceria com os grupos Encalso-Damha e Voltália, no complexo eólico com quatro parques e capacidade instalada de 111 MW.

Para o presidente da Chesf, ?todos esses investimentos são uma demonstração de força da Empresa, que busca novas receitas para equilibrar suas contas, mantendo a credibilidade no mercado?.


Piauí recebe R$ 1,6 bilhão de investimentos em eólicas

Fonte: Assessoria