Preço cai em dois supermercados de Teresina, aponta Jornal MN

Dois dos quatro principais supermercados de Teresina diminuíram

Na checagem desta semana (03) percebeu-se que dois dos quatro principais supermercados de Teresina diminuíram o preço dos itens pesquisados em relação ao início da semana. O Comercial Carvalho ficou na primeira posição com um total de R$ 201.99 e variação percentual no valor de -3.11 %, o que representa R$ 6.49 a menos do que a soma dos mesmos itens pesquisados no início da semana.

O Extra ficou em segundo lugar com uma soma de R$ 221,27 e com um aumento de R$ 9,36 na cesta, o que leva a variação percentual no valor de 4,42 %. Já o terceiro lugar ficou com o Pão de Açúcar. O total encontrado nesta sexta foi de R$ 225,32 e variação percentual de 4,27 %, R$ 9,22 a mais na soma dos itens pesquisados.

O Hiper Bompreço fica em último lugar. Nesta audtoria ele alcançou um total de R$ 238,28 e R$ 0,31 a menos que o valor encontrado no começo da semana, resultando variação percentual de -0.13 %. A diferença entre o primeiro e último lugar ficou no valor de R$ 36,29

ATACADOS - Nesta auditoria, o Makro é o atacadista que ocupa a primeira posição no ranking dos mais baratos. Com soma dos produtos de R$ 57,33, ele teve uma variação de preços de 0,90%. Este valor representa mais R$ 0,51 na soma dos mesmos itens pesquisados na segunda-feira.

Quem aparece na segunda posição é o Atacadão. Este estabelecimento apresentou soma dos produtos de R$ 58,56 e uma variação de 0,88%, ou seja, R$ 0,51 a mais que o valor obtido na pesquisa. O terceiro lugar no ranking ficou com o Maxxi, que nesta auditoria teve soma dos produtos de R$ 61,25. Esse atacadista teve uma variação percentual de 0,44%, que corresponde a R$ 0,27 a mais do que o valor encontrado na segunda.

Já na última colocação, e com soma geral dos produtos checados de R$ 61,50, o Carvalho Mercadão foi o estabelecimento que apresentou um valor mais elevado dos produtos na checagem. Com variação de -0.23%, ele teve uma diminuição de R$ 0,14 no valor dos produtos checados.

Fonte: Aline Damasceno e Daniely Viana