Preço do botijão de gás pode aumentar 11,2%

O conselho manteve a estimativa de não haver reajuste líquido na gasolina

O Copom (Conselho de Política Monetária) do Banco Central espera um aumento de 11,2% no botijão de gás ao final do ano ante o preço cobrado em 2008. É o que informa a ata divulgada nesta quinta-feira da última reunião do conselho, na semana passada, quando a Selic foi mantida em 8,75% ao ano.

Na reunião anterior, em setembro, a expectativa era de aumento de 6,9% para o botijão. Na semana passada, o conselho manteve a estimativa de não haver reajuste líquido na gasolina. O Copom reduziu a previsão de reajuste acumulado na telefonia fixa em 2009 de 1,1% em setembro para 0,3% na reunião da semana passada. Já para a eletricidade, a previsão de reajuste passou de 5,4% para 4,8%.

De acordo com a ata, as projeções de inflação feitas pelo BC "elevou-se ligeiramente" em relação à reunião de setembro, mas permanece abaixo do centro da meta de 4,5% fixada pelo CMN (Conselho Monetário Nacional). O BC não divulga a projeção exata.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br