Preços de carros 0km devem ficar estáveis, apesar de IPI elevado

Preços de carros 0km devem ficar estáveis, apesar de IPI elevado

Muito provavelmente até 15 de abril, as concessionárias ainda terão promoções, dirão que não repassarão o aumento do IPI

A partir de segunda-feira, a alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para carros populares 0km deverá subir de 2% para 3,5%, como previsto pelo Ministério da Fazenda, o que deverá fazer com que os preços dos carros aumentem no país. Mas, para Paulo Roberto Garbossa, consultor da ADK Automotive, os valores deverão ficar estáveis pelos próximos dez ou 15 dias.

? Muito provavelmente até 15 de abril, as concessionárias ainda terão promoções, dirão que não repassarão o aumento do IPI. Isso porque as autorizadas têm, em média, de 35 a 45 dias de estoque ? explicou.

Na concessionária Barrafor, os automóveis com IPI reduzido também deverão ser vendidos por mais alguns dias, prevê o gerente Luiz Mangia. Mas a empresa já cogita a correção da tabela, como consequência do aumento da alíquota.

Mangia ainda faz um alerta aos consumidores:

? Os automóveis que tivermos na concessionária vão continuar com o mesmo preço, com IPI menor. Mas os que não estão em estoque e forem encomendados virão com o valor alterado, se o IPI subir. Aí, o cliente terá que pagar a diferença depois.

O aumento da alíquota, no entanto, poderá ser adiado. Segundo técnicos do governo, a prorrogação de taxas menores seria uma forma de deixar a indústria automobilística aquecida.

Para manter as vendas, as montadoras apostam em promoções. Na Chevrolet, a campanha é a Etiqueta Dourada. Entre as ofertas, o Celta LS 1.0 flex duas portas, com ar-condicionado, custa a partir de R$ 25.990. A Fiat vai sortear 15 carros 0km. Na promoção Upgrade, da Ford, o Fiesta 1.0 2013 é vendido por R$ 29.990. Ao pagar mais R$ 690, o carro sai com ar de fábrica.

Fonte: Extra