Telefonia móvel: preço de planos pós-pagos chegam a variar 500%

Telefonia móvel: preço de planos pós-pagos chegam a variar 500%

Uma escolha errada pode levar a pagar uma assinatura até 500% mais cara do que a de outra empresas

A variedade de planos pós-pagos oferecidos pelas principais operadoras de celular no país nem sempre agrada aos quase 50 milhões de clientes brasileiros dessa modalidade. E uma escolha errada pode levar a pagar uma assinatura até 500% mais cara do que a de outra empresas, considerando pacotes para o mesmo perfil de consumo.

Hoje um plano da Oi para um cliente que usa muito a internet e faz muitas ligações para fixo e celular, mas envia poucos torpedos e raramente faz chamadas interurbanas sai por R$ 79, na Oi. Para esse mesmo perfil de consumo, o plano mais adequado na Claro (somando os serviços) custa R$ 528,80 ? ou seja, 569% mais caro.

Quem faz muitas ligações locais e interurbanas para a mesma operadora e raramente usa a internet e envia SMS paga até 85% a mais na Vivo do que na TIM.

No primeiro semestre deste ano, o número dos smartphones cresceu 77% no país, em comparação com o mesmo período do ano passado. Mais exigentes, nem todos esses clientes ficam satisfeitos com as opções de planos disponíveis, pois não têm total liberdade para escolher os serviços.

Na Vivo, por exemplo, no plano Vivo Você Ilimitado, o cliente que quiser ter apenas cem minutos para ligar para telefones fixos e outras operadoras tem que ficar com 250 megabytes (MB) de dados e não 500MB, como é oferecido para as opções com mais minutos dentro desse plano.

Para resolver o problema, um novo regulamento da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que será lançado em 2013, permitirá que o cliente escolha serviços ? ligações, SMS, dados ? de acordo com seu perfil de consumo, montando um pacote personalizado.

A analista de comunicação Livia Valpassos, de 28 anos, é cliente da Vivo, mas acha que o plano não atende completamente às suas necessidades. Ela explica que o pacote de dados de 250 megabytes (MB) para acessar a internet, no caso dela, é insuficiente, já que usa muito as redes sociais e aplicativos de conversa.

- Eu pago cerca de R$ 270 todo mês, e os serviços não são os ideais. Seria perfeito se eu pudesse montar o meu plano de acordo com o que eu utilizo.

Atenção aos pacotes de internet

Perfil

Um dos serviços que mais encarecem o celular é o uso de internet. Como os aparelhos vêm com acesso liberado à rede, o primeiro cuidado que o consumidor deve ter é o de jamais acessar a internet pelo aparelho sem adquirir antes um pacote, sob pena de ter que arcar com uma conta astronômica no fim do mês. O segundo passo é escolher um plano de acordo com seu perfil de usuário.

PACOTE DE 30MB

Pode ser suficiente para quem acessa MSN, Facebook, Orkut e envia até cem e-mails por mês.

PACOTE DE 200MB

Adequado para quem acessa MSN, Facebook, Orkut, sites e blogs favoritos, envia até 600 e-mails por mês e baixa vídeos e podcasts.

PACOTE DE 2GB

Ideal para quem acessa o MSN, Facebook, Orkut, sites e blogs favoritos, envia até seis mil e-mails por mês, baixa vídeos e podcasts, visualiza mapas em GPS, assiste a vídeos, baixa músicas e ouve rádio.

PACOTE DE 10GB

Para quem acessa MSN, Facebook, Orkut, sites e blogs favoritos, envia até 30 mil e-mails por mês, baixa vídeos e podcasts, visualiza mapas em GPS, assiste a vídeos, baixa músicas, ouve rádio e ainda usa o smartphone como modem para navegar na internet com seu computador.

Fonte: Extra