Previdência poderá ter déficit recorde

O valor projetado representaria um aumento de 33% em relação ao saldo negativo esperado para este ano

Projeções do Ministério da Previdência indicam que o rombo no sistema de aposentadoria pública poderá alcançar a marca histórica de R$ 32,4 bilhões em 2011. Segundo informações divulgadas pela Folha de São Paulo, o próximo presidente deverá enfrentar no primeiro ano de governo um déficit recorde no regime previdenciário dos servidores públicos federais. O valor projetado representaria um aumento de 33% em relação ao saldo negativo esperado para este ano: R$ 24,3 bilhões. Em 2009, as contas fecharam no vermelho em R$ 23,2 bilhões. A previsão é que até 2035 a situação se deteriore progressivamente e o desequilíbrio atinja R$ 99,8 bilhões. Aprovada no primeiro ano da gestão petista, a reforma previdenciária criou regras mais duras para a aposentadoria do funcionalismo. Mas um dos principais pontos da emenda à Constituição ainda não foi regulamentado. Especialistas consultados pela Folha avaliam que os aumentos salariais concedidos ao funcionalismo no período 2009-2011 estão entre os motivos para o salto no déficit no ano que vem. Além disso, sustentam que o sistema caminha para a insolvência, comprometendo cada vez mais a política fiscal do governo. Para o ex-ministro da Previdência e consultor José Cechin, não há solução de curto prazo para o que as projeções do regime de aposentadorias do funcionalismo mostram. "O que está ali são favas contadas. Vai acontecer, já está dado. O governo vai ter de pagar essa conta inescapavelmente", afirma.

Fonte: Terra