Mesmo com a greve dos bancários, consumidor deve pagar contas em dia

A orientação do órgão é que os consumidores procurem as empresas que emitiram as faturas para pedir outras opções de pagamento

A greve dos bancos, que tem início nesta quinta-feira (19), não tira, do consumidor, a obrigação de pagar as contas em dia. O alerta é do Procon de São Paulo.

A orientação do órgão é que os consumidores procurem as empresas que emitiram as faturas para pedir outras opções de pagamento.

O comparecimento à sede da empresa e o pagamento em lotéricas ou pela internet, por exemplo, podem estar entre as opções oferecidas.

O órgão diz que o consumidor deve documentar o pedido feito às empresas, enviando um e-mail ou anotando um número de protocolo de atendimento telefônico.

Esse comprovante pode evitar que ele tenha de arcar com multas e outros encargos por atraso no pagamento, caso a empresa não atenda o seu pedido. Se pagar os encargos indevidamente, a recomendação é que ele procure o Procon.

Caso a empresa dê ao consumidor outra opção de pagamento e, mesmo assim, a fatura não seja quitada em dia, ele poderá ter de pagar multa e encargos.

Bancos se dizem preparados para enfrentar greve

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) também orienta os clientes a procurarem vias alternativas de pagamento durante a greve.

A Febraban diz que os bancos vão se preparar para enfrentar os dias de paralisação, mesmo que ela seja ampliada para os centros administrativos (onde são feitas operações de coordenação), e não só as agências.

Nesse caso, os correspondentes bancários, como lotéricas e supermercados, permaneceriam como opção para o consumidor pagar suas contas, segundo a federação.

Fonte: UOL