Reclamações à Anatel referentes à telefonia móvel diminuem 8% em junho

De acordo com o SindiTelebrasil, a maior queda de reclamações foi em cancelamento de serviços e habilitação

O volume de reclamações feitas à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) sobre os serviços de telefonia móvel caiu 8% em junho deste ano, na comparação com maio. A informação é do Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil).

Segundo o sindicato, considerando os dados de reclamações da Anatel e o número de usuários, o volume total de reclamações caiu de 447 queixas em cada grupo de 1 milhão de clientes, em maio, para 414, em junho. De acordo com o SindiTelebrasil, a maior queda de reclamações ? 15% ? foi em cancelamento de serviços e habilitação. As queixas referentes a cancelamento caíram de 24 para 20 em cada grupo de 1 milhão de clientes, entre maio e junho.

No caso das reclamações sobre habilitação, a queda foi de 22 para 19 em cada grupo de 1 milhão de clientes, no mesmo período. Também diminuiu o número de queixas relativas a cartão pré-pago (-13%), planos de serviços (-12%), reparo (-9%), bloqueio (-9%), cobrança (-7%), atendimento (-5%) e a serviços adicionais (-5%).

O SindiTelebrasil defende que ?uma análise precisa dos dados sobre reclamações deve sempre adotar o critério da proporcionalidade sobre o universo total de clientes?. ?Qualquer ranking que não considere esse critério de proporção gera uma distorção nas análises dos consumidores e não informa corretamente o público, já que não permite a mensuração do peso que o número de reclamações tem em relação a cada setor avaliado?, diz o sindicato.

Fonte: Agência Brasil